A Abradi lança a segunda edição de seu Censo Digital. O estudo destaca o aumento de 28,9% no faturamento médio das empresas do setor com operação no país, o que resulta em receita de R$ 3,5 milhões em 2010, sobre os R$ 2,7 milhões registrados no ano passado.

Já a receita líquida do setor nacional foi de R$ 974 milhões, desconsiderando-se investimentos em mídia, alta de aproximadamente 29% no período de um ano.

De acordo cmo o censo, hoje existem no Brasil 2.518 agências, 10,8% a mais do que o registrado no ano passado.

Conforme o presidente da Abradi, o gaúcho Cesar Paz, o crescimento do setor no país se deve à pulverização do mercado, do qual participam muitas agências de pequeno porte, e à expansão acima da média do segmento apontada por algumas companhias.

No que se refere à concentração das agências, a maioria segue baseada no Sudeste, mas a região registrou queda na presença das empresas este ano, em relação a 2009: enquanto no ano passado ficava com 58,1% das bases, hoje tem 51,6%.

Já o Norte, Nordeste e Centro-Oeste permaneceram praticamente estáveis nesse quesito e o Sul passou a contar com 20,6% das agências instaladas no país, contra os 15,7% do ano anterior.

Dos serviços considerados mais importantes, o desenvolvimento de websites ainda aparece na primeira colocação, tendo sido classificado com alto nível de relevância por 77% dos entrevistados.

Em seguida aparecem programação (63%) e email marketing e campanhas empatados (com 51% cada).

Projetos focados em redes sociais e mobile marketing, por sua vez, apresentaram aumento significativo na cadeia.

“No ano passado, as redes sociais somaram 38% de citações na escala de importância das agências e ações de mobile marketing apareciam com 13%. Já no último censo, esses percentuais cresceram para 51% e 23%, respectivamente”, explica Paz.

No quesito geração de empregos, a alta do setor foi de 10,7% em 2010, com cerca de 23 mil pessoas empregadas.

Em média, segundo o levantamento, cada funcionário rende R$ 42,3 mil às agências, valor que no ano passado ficava em R$ 36,3 mil.

O censo é auditado pela Manzione Assessoria e realizado por meio de questionários online enviados a 150 agências. Os resultados foram cruzados com dados do Índice Alpha, do IBGE e do Cenp.