A startup Snaptu, focada no desenvolvimento de aplicações web para celulares de baixo custo, está na mira do Facebook.

O site de relacionamentos deverá fechar a aquisição da companhia, fundada em 2007, em duas semanas, segundo informa a própria Snatpu no seu site oficial.

Para a Snaptu, a aquisição representa a incorporação da equipe à rede social como forma de “acelerar o desenvolvimento de seus produtos”. Já a empresa de Mark Zuckerberg pretende aperfeiçoar a experiência dos usuários de feature phones – aparelhos com capacidade pouco inferior à dos smartphones.

No começo deste ano, a Snaptu lançou uma aplicação móvel para o Facebook especialmente para feature phones.

A aplicação funciona em mais de 2,5 mil modelos.

Espera-se que a aquisição da Snaptu ajude o Facebook a aumentar sua base de usuários em países em desenvolvimento, onde os usuários raramente tem um smartphone ou mesmo um PC. A Snaptu afirmou que 95% dos donos de celular não têm um smartphone.

A Snaptu também oferece apps para a rede social profissional LinkedIn, o site de notícias Mashable e o microblog Twitter.

Nem a Snaptu, nem o Facebook indicaram o que poderá ocorrer com essas outras aplicações depois que a compra for finalizada. A Snaptu ressaltou apenas que, durante o período de transição, os negócios correrão como de costume.