Tamanho da fonte: -A+A

Julian Assange, fundador do Wikileaks, recebeu liberdade sob fiança nesta terça-feira, 14, pela justiça britânica.

O australiano estava detido desde a semana passada, sob acusação de crimes sexuais. Os supostos crimes teriam sido cometidos na Suécia. Assange nega as acusações e vem lutando contra tentativas de extradição da Justiça sueca.

Apesar do veredito favorável, Assange teve o passaporte foi confiscado e ele será monitorado eletronicamente, devendo permanecer em sua residência todos os dias entre 22h e 02h e entre 10h e 16h.

O australiano de 39 anos deve aguardar em liberdade até a próxima audiência do caso, marcada para o dia 11 de janeiro.

Assange alega que as acusações têm motivação política. Ele chamou atenção do governo norte-americano ao divulgar mais de 250 mil documentos secretos, envolvendo correspondências de diplomatas dos EUA com representantes de outros países.