O Interactive Advertising Bureau (IAB Brasil) e a Associação Brasileira das Agências Digitais (Abradi) pediram mudanças no edital da conta digital do Banco do Brasil, durante audiência pública realizada em Brasília nesta quarta-feira, 11.

 
Com um valor total de R$ 22 milhões, o edital foi descrito pelo site especializado Meio e Mensagem como o “maior da história do mercado digital” e, pelo plano original no banco, deveria ir para apenas uma empresa ganhadora.
 
Devido à abrangência da licitação, que inclui desde ações em redes sociais até criação de hotsites e aplicativos, as entidades pediram a divisão em pelo menos duas empresas. Um total de 37 pessoas participaram da audiência.
 
As entidades pediram ainda que em vez de pagar por tipo de trabalho – o BB queria alocar uma verba específica para hot sites, por exemplo – a instituição pague o trabalho dentro do critério de “homem hora”. A possibilidade de terceirizar alguns dos serviços também esteve na pauta.
 
O edital do BB sai na quarta-feira, 01 de fevereiro.