A rede social corporativa Linkedin anunciou nesta segunda-feira, 08, que foi avaliada em mais de US$ 3 bilhões, em função de seu IPO (senha em inglês para oferta pública inicial de ações).

A companhia inicia sua oferta de papéis ao mercado de capitais em valores de US$ 32 a US$ 35 por ação, na Bolsa de Nova York, sob o símbolo "LNKD".

Ao todo, a meta é vender 7,84 milhões de ações. Deste total, 4,8 milhões serão vendidas ao público geral, enquanto o restante será comprado por um grupo de atuais acionistas da empresa.

Ainda segundo divulgado pela companhia, os usuários de sua rede somam cerca de 100 milhões em todo o mundo.

O IPO da Linkedin atraiu a atenção do mercado, principalmente por ser uma das primeiras iniciativas do gênero levadas a cabo por uma rede social – até agora, os investidores aguardam a oferta pública inicial, por exemplo, do Facebook.

Depois da oferta inicial, a Linkedin informa que as ações detidas por seu co-fundador e presidente do conselho, Reid Hoffman, representarão 21,7% de poder de voto.

O executivo participará do IPO da empresa, ao contrário de outros acionistas de porte, como Sequoia Capital, Greylock Partners e Bessemer Venture Partners, que hoje detêm cerca de 40% da rede social.

A Linkedin encerrou 2010 com lucro de US$ 15,4 milhões e receita de US$ 243 milhões.