Tamanho da fonte: -A+A

A Marisa acaba de estrear um sistema que promete contornar a falta de padrão nas medidas de vestuário - um dos entraves da expansão do segmento no comércio eletrônico no segmento. O sistema subsidia a escolha do tamanho das roupas, com base nas medidas informadas pelo internauta para busto, cintura e quadril.

Com o lançamento a empresa sai à frente da indústria. A padronização criada pela Associação Brasileira do Vestuário até o momento só abrange meias e roupas infantis. Mesmo quando o processo estiver finalizado, a miscigenação e a diversidades de tipos físicos no país ainda serão um entrave.

"O sistema, que será patenteado internacionalmente, é parte do novo portal da Marisa, lançado em abril deste ano", comenta Thiago Barros Pereira, gerente de e-commerce da rede, que esteve em Porto Alegre participando F5 da Agadi nesta terça-feira, 04.

Completando dez anos de internet, a loja representa R$ 9,9 milhões do faturamento total e sua nova versão tem como objetivo atender a uma demanda mensal de 1,2 milhão de visitantes, 1,6 milhão de usuários cadastrados, 16 milhões de pageviews e 900 novos produtos cadastrados.

Com foco na Classe C, a empresa que faturou R$ 1,4 bilhão, em 2009, traça uma estratégia diferenciada para seus compradores.

“Nossa cliente responde ao boa noite de Willian Bonner então pensamos em algo simpático para mostrar nosso apreço por sua compra”, afirma em referência a uma página de agradecimento que aparece ao final da compra e que, segundo Pereira, ainda não existia no país.

“A finalização de compra é burocrática, exibindo apenas um número de pedido. Procuramos inovar com esta página que será ainda mais personalizada nos próximos meses”, antecipa o gerente.

Além disso, a empresa integra o e-commerce a suas 227 lojas físicas permitindo a compra online e a troca em qualquer loja do país, afirma Pereira - profissional, formado em Administração com extensão em International Business pela Kentucky University e especialização em programação Web, e-Business e MBA em Marketing.

Outro detalhe que ajuda nas vendas de uma forma “simpática” está na questão do frete. Como a empresa utiliza a entrega dos Correios não há negociação no valor e muitas vezes este é um impedimento para a compra. A saída foi criar promoções que tornam o frete grátis em compras acima de um determinado valor.

“O frete barra vendas. Então criamos um aviso que surge no check-out e alerta as compradoras que se fizerem mais uma compra, ganharão frete grátis. É algo extremamente simples mas com um retorno incrível”, afirma.

A empresa aposta também em uma nova funcionalidade que permite às internautas criarem looks utilizando todos os modelos da loja. Estas combinações podem ser avaliadas e também compradas por outras clientes. Pereira conta que a loja nova foi lançada no sábado, 10 de abril, às 23 horas. Uma hora depois, as internautas já haviam montado 22 looks.

Para a criação do site, a empresa contou com design e plataforma da agência paulista VM2.