Porto Alegre está na mira das startups de cupons de descontos.

Em menos de três meses, dois portais com foco nos porto-alegrenses foram lançados. A nova iniciativa é o Instant2me.

Lançada em julho desse ano em fase piloto, apenas para a capital, a ferramenta ganhou nova versão nessa semana, com recursos de interatividade e interface novos.

Desde agosto, o público porto-alegrense contava com a Mobo, que envia cupons via SMS.

Compra coletiva não
O Instatnt2me é um portal que oferece cupons de desconto em restaurantes, bares e outros estabelecimentos, com um prazo mais exíguo em relação à compra coletiva, e sem o pagamento prévio do popular formato de promoções.

Aliás, esta é a bandeira da empresa: “não somos compra coletiva”.

“É preciso educar o público quanto à nossa proposta. Nós não somos compra coletiva. Somos uma mistura de formatos: os cupons, e as promoções relâmpago, vistas em supermercados, por exemplo”, ressalta Vinícius Fachinetto, consultor de negócios da Instant2me que atua como porta-voz dos investidores, que preferem não ser identificados.

Para desentocar a gauchada
Segundo o consultor, o negócio mira no público na faixa etária dos 14 aos 25, que na opinião de Fachinetto é mais “imediatista”.

Porto Alegre foi escolhida para o teste por questões culturais e meteorológicas.

“As pessoas são mais de ficar em casa, especialmente quando faz frio ou chove”, explica.

Desde o lançamento, no final de julho e início de agosto – mês em que 19 dos 31 dias na capital foram de chuva, com média de precipitações 40% acima da média –, foram 601 ofertas tentando tirar os gaúchos de casa.

Em usuários cadastrados, são mais de 2 mil na ferramenta. Os números de cupons baixados, porém, não foram divulgados, mas Fachinetto diz que o termômetro foi bom.

Rumo ao sudeste
Da capital gaúcha, a empresa pretende, nos próximos dois anos, chegar a São Paulo e Rio de Janeiro. O quarto alvo é Belo Horizonte. Até o final de 2012, o Instant2me quer estar nas principais capitais.

Fachinetto não revelou a origem dos recursos para iniciar a empresa. “Mas é uma companhia brasileira”, garante.

Porto Alegre também foi o ponto de partida para outra iniciativa similar, a Mobo, também sedeada na capital gaúcha. O serviço foca na distribuição de cupons via SMS, e também tem a meta de, partindo do mercado porto-alegrense, chegar a 10 capitais e 20 cidades brasileiras no primeiro ano de operação.