As redes sociais funcionam como uma vitrine das marcas, onde elas podem ouvir, pesquisar, participar, promover, contribuir e conversar.

A opinião é de Salomão Casas Neto, diretor executivo da rede social brasileira Drimio, focada no relacionamento entre as marcas e seus consumidores.

Segundo o executivo, um dos passos mais importantes para as empresas presentes nas mídias sociais é monitorar e adaptar sua comunicação.

Por meio do monitoramento, as marcas tomam conhecimento da percepção de seu público: se é positivo ou negativo, qual o perfil desses consumidores e quem são os influenciadores.

Além disso, o monitoramento permite também um raio x completo de como seus concorrentes se comportam e qual a percepção que eles provocam em seu público potencial.
 
Outro ponto fundamental, afirma Neto, é a transparência da comunicação com as marcas. “É importante que as empresas falem a verdade e admitam seus erros em casos de problemas enquanto buscam por soluções”, declara.

O diretor aponta ainda que não basta apenas promover produtos e serviços nas redes mas compartilhar informações relevantes com o público e contribuir com as discussões.

Isto porque o consumidor busca integração nas redes, ou seja, ele quer falar e não só receber mensagens pré-produzidas. Além disso, exige resposta a todos os seus questionamentos.

"Recomendo que a empresa presente nas mídias sociais, escute, responda e seja sempre útil aos seus clientes. Um dos principais erros é manter a mesma comunicação de massa utilizada para outros meios. Na internet a conversa deve ser personalizada e contínua", completa.