Um grupo de acionistas que detém aproximadamente 70% das ações do UOL não está contente com o valor oferecido pela Folhapar,  controladora da empresa, para comprar ações e fechar o capital da companhia.

 
Em carta enviada à Folhapar, os acionistas firmam entender a decisão de promover o fechamento do capital, entretanto, pedem que o preço ofertado reflita uma avaliação justa, informa a Exame. 
 
A Folhapar oferece R$ 17  por papel em sua oferta pública de aquisição (OPA). As ações preferenciais do UOL terminaram a sessão de segunda-feira negociadas a R$ 17,71, 4% acima do valor proposto.
 
Segundo eles, o valor precisa considerar as perspectivas de crescimento e de geração de caixa, “as sinergias originadas nas suas aquisições, múltiplos de transações comparáveis, múltiplos de mercado, assim como demais fatores relevantes que afetem o seu valor”, mostra outro trecho do documento.
 
Em análise publicada na semana passada, a Fator Corretora também chamou a atenção para o preço. “Não consideramos essa oferta atraente já que o preço máximo da oferta está 19% abaixo da nossa visão de preço justo para as ações”, ressaltaram Jacqueline Lison e Mateus Renault, que têm um preço-alvo de R$ 21 para os papéis.
 
Os analistas lembram, contudo, que a liquidez das ações - já baixa – poderia se reduzir ainda mais caso uma grande parcela dos acionistas do UOL aceite a oferta. A OPA será destinada a 18.392.630 ações ON e 30.727.018 ações PN de emissão do UOL, representativas de 40,89% do capital social da companhia.