Oracle x HP: novo round no caso Itanium

31/08/2011 10:27

A Oracle moveu uma acusação contra a HP na Corte Superior do Condado de Santa Clara, na Califórnia, sugerindo que a companhia cometeu fraude ao ocultar informações sobre a plataforma Itanium, da Intel.

Há cerca de dois meses, a HP recorreu ao mesmo tribunal para solicitar que a Oracle volte a fornecer suporte ao processador, que foi descontinuado em março.

O processador Itanium é usado pela HP em plataformas aplicadas a tarefas computacionais pesadas.

Tamanho da fonte: -A+A

A Oracle moveu uma acusação contra a HP na Corte Superior do Condado de Santa Clara, na Califórnia, sugerindo que a companhia cometeu fraude ao ocultar informações sobre a plataforma Itanium, da Intel.

Há cerca de dois meses, a HP recorreu ao mesmo tribunal para solicitar que a Oracle volte a fornecer suporte ao processador, que foi descontinuado em março.

O processador Itanium é usado pela HP em plataformas aplicadas a tarefas computacionais pesadas.

Segundo documento entregue agora pela Oracle à corte, a HP ocultou o fato de que estava prestes a contratar Leo Apotheker como presidente-executivo e Ray Lane como presidente do conselho de administração, informa o TI Inside.

Por sua vez, a HP acusa a Oracle de ter contratado seu ex-presidente-executivo, Mark Hurd, no ano passado, após ele ter deixado a empresa em meio a acusações de ter mantido relacionamento sexual com uma funcionária terceirizada da corporação.

A companhia, inclusive, entrou com processo afirmando que a entrada de Hurd na Oracle colocava em risco segredos comerciais.

Além disso, a HP diz que a Oracle sabia que a acusação de que tinha conhecimento de que a Intel estava planejando parar de fabricar o chip era falsa, porque Hurd ocupava o cargo de CEO na época.

Os documentos encaminhados pela Oracle ao tribunal nesta terça-feira, 30, porém, afirmam que a HP induziu a empresa de forma fraudulenta a fazer acordo no caso envolvendo Hurd.

Veja também

HP processa Oracle por quebra de contrato

A HP encaminhou na quarta-feira, 16, na Corte Suprema de Santa Clara, Califórnia, um processo contra a Oracle.

O processo se deve à decisão da empresa de interromper o desenvolvimento de software para processadores Intel Itanium, utilizados pela fabricante em servidores de alto desempenho.

SAP vai recorrer da multa devida à Oracle

A SAP vai recorrer da decisão do júri da Califórnia que a condenou ao pagamento de multa no valor de US$ 1,3 bilhão à concorrente Oracle em um processo que acusa a fabricante alemã de ERP de ter baixado software sem permissão.

A decisão que obrigou a SAP ao pagamento saiu em novembro de 2010.

SAP terá de indenizar Oracle em US$1,3 bi

A SAP foi condenada a pagar US$ 1,3 bilhão à Oracle por roubo de software. O valor da indenização é quase 15% do valor total pago pela SAP na compra da Business Objects, em 2007, um dos últimos grandes negócios da empresa alemã.

O veredito foi adotado em primeiro instância num tribunal federal da Califórnia. A SAP ainda pode recorrer ao juiz do próprio caso ou a uma instância superior.

HP reembolsa PC com chip defeituoso da Intel

O chip defeituoso da Intel não trouxe prejuízos apenas à fabricante do componente. A Hewlett-Packard (HP) irá oferecer reembolso a clientes que compraram computadores com o chip defeituoso, embora a companhia tenha afirmado que a quantidade de PCs afetados foi pequena.

Segundo a HP, os clientes podem devolver seus PCs e “escolher outro produto equivalente” ou ter um reembolso. Não há informações sobre máquinas com o problema no Brasil.

Ex-Intel é novo presidente da HP Brasil

A HP Brasil anuncia nesta sexta-feira, 23, que Oscar Clarke será o presidente da empresa no país a partir de 03 de maio.

Ex-presidente da subsidiária brasileira da Intel, Clarke responderá também pela direção Geral da divisão Enterprise Business Brasil da HP, tendo sob sua responsabilidade a operação da área, relacionamentos estratégicos e o desenvolvimento de negócios.

Ex-SAP, Apotheker é novo CEO da HP

O ex-presidente-executivo da SAP, Leo Apotheker, exerce agora o mesmo cargo na HP.

A companhia anunciou a contratação na quinta-feira, 30 de setembro, preenchendo o cargo deixado por Mark Hurd, que deixou a empresa em agosto, devido à suposta falsificação de relatórios de despesas para esconder um relacionamento com uma funcionária.

O anúncio da nomeação de Apotheker motivou uma alta nas ações da HP, que subiram 3%.

HP e Oracle fecham acordo sobre Hurd

A HP e a Oracle entraram em um acordo que encerrou a disputa judicial gerada pela contratação de Mark Hurd, ex-CEO da primeira, como co-presidente da segunda.

A ida de Hurd para a Oracle violava cláusulas de confidencialidade que ele havia assinado no ato de sua saída da HP, o que fez esta processar a empresa de Larry Elisson, com o objetivo de impedir que o executivo tomasse posse do cargo, informa o IDG Now!

HP processa ex-CEO contratado pela Oracle

A HP processou seu ex-CEO, Mark Hurd, e pediu à Justiça que bloqueie a possibilidade de ele trabalhar na Oracle, pela qual foi contratado co-presidente e diretor na segunda-feira, 06.

A empresa alega que a contratação do executivo pela empresa rival de tecnologia coloca os segredos comerciais da HP em perigo, informa a Reuters.

Oracle teria oferecido emprego a Hurd, ex-HP

A Oracle ofereceu emprego a Mark Hurd, ex-presidente-executivo da HP que renunciou em meio a um escândalo de suposto assédio sexual, informa a Reuters, citando uma fonte a par da situação.

A Oracle disse não ter representantes disponíveis para comentar a informação.

CEO da HP se demite por denúncia de assédio

O CEO da HP, Mark Hurd, se demitiu. O anúncio oficial foi feito na sexta-feira, 06, depois de encerrado um processo interno de investigações envolvendo acusações de assédio sexual.