A Embraer Defesa e Segurança, unidade da Embraer, anunciou nesta terça-feira, 25, a escolha da AEL Sistemas para fornecer três sistemas do jato de transporte militar e de reabastecimento KC-390.

Subsidiária brasileira da israelense Elbit Systems instalada em Porto Alegre, a AEL fornecerá o sistema de autoproteção (SPS); de contramedidas direcionais infravermelho (DIRCM) e de orientação do piloto (HUD). Não foram divulgados valores.

Em setembro, a Embraer já havia anunciado a seleção da AEL para o fornecimento dos computadores de missão do novo jato, que está sendo desenvolvido sob contrato para a FAB.

Com início dos ensaios em voo em 2014, a primeira entrega do KC-390 está prevista para 2016.

Não é o primeiro grande contrato dos gaúchos envolvendo as Forças Armadas neste ano. Em janeiro, foi anunciado um contrato de R$ 440 milhões com o Exército Brasileiro para venda de equipamento para blindados.

Adquirida pela Elbit em 2001, a empresa gaúcha fabrica sistemas para controlar equipamento eletrônico usado em aviões e outros produtos na área aeroespacial.

Recentemente, a Elbit adquiriu recentemente outras duas empresas de tecnologia brasileiras: a Ares Aeroespecial e Defesa SA e a Periscopio Equipamentos Optronicos SA.

Com faturamento de US$ 2,83 bilhões em 2009, a Elbit Systems é uma das maiores fabricantes de equipamentos eletrônicos para o setor de defesa do mundo, com 11 mil empregados em Israel.