A Teradata, especializada em data warehousing, firmou uma parceria com a RainStor, que possui tecnologias de retenção de dados. Pelo acordo, os clientes da Teradata poderão armazenar dados por período extensos na estrutura da nova parceira, garantindo economia e segurança por meio da eliminação do uso de fitas. "Com a tecnologia da RainStor, os dados são deduplicados e comprimidos com uma redução de 97% no armazenamento", afirma Scott Gnau, chefe de desenvolvimento da Teradata. "Além disso, podem ser acessados online e consultados por meio de padrões de linguagem SQL e de diversas outras ferramentas de BI", complementa. Com a capacidade de redução de dados embutida, o custo da retenção de múltiplos terabytes diminui significativamente, explica o executivo. Isso, segundo ele, possibilita que as empresas viabilizem o uso de dados de regulamentações por meio do acesso a grandes volumes de conteúdos históricos. Conforme Gnau, clientes de diversos segmentos, como telecom, varejo e finanças, já começaram a realizar análises em quantidades massivas de dados detalhados de histórico, fazendo uso da nova parceria da companhia. “A tecnologia de compressão e redução de dados da RainStor vai complementar a família de plataformas exclusivas e as soluções de backup, armazenamento e recuperação da Teradata”, afirma Gnau. "Esta solução pode eliminar a necessidade de armazenar dados históricos em fitas e, por conta disso, evita qualquer risco de negócio por não disponibilizar respostas imediatas em determinadas situações”, finaliza. No Brasil, segundo o chefe de Desenvolvimento, há muito potencial para o uso da solução da RainStor, especialmente nas áreas de governo e petrolífera.