Dell: novos PowerEdge aceleram virtualização

22/02/2011 11:28

A Dell lança a nova linha Dell PowerEdge, com 17 modelos de servidores para ambientes de desempenho intenso.

As máquinas contam com até 96 núcleos de processamento, com processador AMD Opteron 6000 ou Intel Xeon 5600.

Tamanho da fonte: -A+A

A Dell lança a nova linha Dell PowerEdge, com 17 modelos de servidores para ambientes de desempenho intenso.

As máquinas contam com até 96 núcleos de processamento, com processador AMD Opteron 6000 ou Intel Xeon 5600.

As novidades são focadas em infraestruturas de computação em nuvem e permite o gerenciamento e consolidação de aplicativos de missão crítica em arquitetura x86 aberta – na qual a Dell é líder no Brasil há 22 trimestres consecutivos, segundo Henrique Sei, diretor de Marketing de Produtos da Dell Brasil.

O destaque da nova linha é o Dell PowerEdge C6145, especificamente projetado para suportar aplicativos HPC, renderização de vídeo, virtualização e Electronic Design Automation (EDA).

A máquina permite ter até dois nodos de servidores independentes de quatro soquetes em um chassis de 2U, com processador AMD Opteron 6000, que, segundo a fabricante, permitem um desempenho mais alto por nodo ao mesmo tempo em que reduzem o espaço, o peso e o consumo de energia.

“Além disso, os clientes podem  crescer até 96 núcleos, memória em até 1TB e expandir em I/O para compilar rapidamente dados e resultados e conectar-se a outros recursos”, afirma Sei.

Conforme o executivo, estudos comparativos recentes demonstraram que o PowerEdge C6145 foi avaliado como o servidor x86 2U de infraestrutura compartilhada de mais alto desempenho no mercado com base nos resultados SPECfp_rate2006.

A máquina chega ao mercado até o final deste mês.

Já para reforçar a oferta de virtualização e otimização de cargas de trabalho, a Dell lança equipamentos com os novos processadores Westmere-EP da série Intel Xeon 5600, em toda a linha PowerEdge de dois soquetes.

Os processadores estão presentes tanto em servidores  blades (M610, M710, M610X e M710HD), quanto em servidores de rack (R710, R610, R510, R410, C1100, C2100, C6100) e torre (T710, T610, T410).

Os processadores de quatro e seis núcleos Intel Xeon baseados na série 5600 garantem aumento de até 33,9% no throughput de computação com inteiros se comparado com os atuais processadores  Xeon 5600, segundo divulgado pela Dell.

Além disso, podem obter até 67% de ganho no desempenho em comparação com os servidores PowerEdge Dell com a geração anterior do processador Intel Xeon da série 5500.

A Dell também oferece processadores AMD Opteron 6000 nos servidores PowerEdge R715, R815 e PowerEdge C6145.

“Com estes novos processadores AMD, os usuários podem esperar um aumento geral no desempenho do sistema em até 8% e maior eficiência de energia em comparação com um servidor AMD PowerEdge da Dell com processador AMD Opteron da geração anterior”, afirma o comunicado da Dell.

Com matriz nos EUA, a Dell mantém no Brasil sua primeira unidade de produção na América Latina. A unidade foi inaugurada em novembro de 1999, na cidade gaúcha de Eldorado do Sul, na Grande Porto Alegre.

Em 2007, a companhia expandiu sua atuação no país, com a instalação de uma planta em Hortolândia.

Hoje, a Dell Computadores do Brasil produz, comercializa e presta serviço a produtos como notebooks e desktops a servidores, storage e switches.

Veja também

Dell pode comprar AMD

A Dell estaria em vias de lançar uma oferta para compra da AMD.

Os rumores, incitados por uma reportagem do jornal norte-americano Barron's, foram reforçados por outra publicação, esta da Bloomberg, na qual especialistas da área de TI avaliam a aquisição como “plausível".

Para os analistas ouvidos pela Bloomberg, a AMD não dispõe, hoje, de um time de gestão, fator que contribuiria para a possibilidade de venda para a Dell.

Dell lançará tablet com sistema Windows

A Dell anunciou nesta terça-feira, 8, que está desenvolvendo um tablet destinado aos usuários corporativos com sistema operacional Windows.

Segundo a agência de notícias Reuters, a companhia afirmou que esse segmento de clientes busca a familiaridade do ambiente Windows em um aparelho portátil.

Dell é parceira da Novell no Suse Appliance

O programa Suse Appliance, da Novell, e o Linux, por tabela, têm um novo aliado: Dell Computers Inc.

A adesão da fabricante de hardware ao projeto foi anunciada nessa quinta-feira, 03, pela Novell.

Com o acordo, a Dell poderá entregar aplicativos virtuais no modelo "plug and play" (prontos para instalar) e hardwares equipados pela plataforma operacional Suse Linux Enterprise.

Dell lança PC com 3D para gamers

A Dell anunciou nessa terça-feira, 25, o lançamento do novo desktop Alienware Aurora, focado em usuários que precisam de alto desempenho em jogos de PC.

Segundo a Dell, o Alienware Aurora Swift é o único desktop MicroATX do mundo com total capacidade 3D de alta definição e resfriamento por líquido.

Jairo Avritchir deixa a Dell

Jairo Avritchir, diretor de Global Data Base Management da Dell, vai sair da empresa no final de janeiro.

Presidente da Dell Services se demite

O presidente mundial da Dell Services Peter Altabef, renunciou ao cargo na terça-feira, 11.

O executivo é ex-CEO da Perot Systems, adquirida pela Dell por US$ 3,9 bilhões em 2009.

Agora, em comunicado enviado à imprensa, a companhia não detalha os motivos da demissão de Altabef, apenas afirma que a integração com a Perot foi “completa e bem-sucedida” e que “esse era o objetivo".

Nero oferece sincronização para Dell

A Nero passou a fornecer a sincronização da plataforma MobileSync na nova solução SyncUP da Dell, que permite aos usuários sincronizar arquivos multimídia e contatos entre diferentes sistemas, equipamentos Dell e dispositivos em cloud computing.

Entre os recursos do sistema estão sincronização automática de mídias entre PCs e telefones celulares conectados através de Wi-Fi e backup de contatos do Outlook ou do telefone.

Tablet da Dell terá versão corporativa

O Streak 7, tablet da Dell anunciado na semana passada, ganhará uma versão corporativa – na contramão das apostas atuais, na sua maioria com características de consumidor doméstico.

A estreia do tablet corporativo da empresa deve ocorrer neste ano.

O aparelho deverá ter 10 polegadas, rodar Android 2.2 e vir com o processador dual-core Tegra 2, da Nvidia.

Dell também entra na briga dos tablets

Mais uma marca da informática entrou no segmento dos tablets. Além de Asus, Toshiba, AOC, Samsung e HP, a Dell promete chegar as lojas dos Estados Unidos nas próximas semanas.

O anúncio foi feito na Consumer Electronics Show (CES) 2011, realizada em Las Vegas.

Chamado de Streak 7, o modelo tem processador dual core Nvidia Tegra 2 de 1 Ghz,  acesso à rede 4G, conectividade Wi-Fi, 3G e GPS.

Mercado de servidores cresce 32,5% no 3T10

Pesquisa divulgada pela consultoria IDC aponta que o mercado de servidores teve um aumento de 32,5% em unidades vendidas no terceiro trimestre de 2010.

Em valor, o aumento foi de 22,2%.

Para Alexandre Vargas, analista do mercado de servidores da IDC, os equipamentos baseados na arquitetura X86 são os responsáveis por boa parte do crescimento em valor.

As unidades apresentaram um aumento de 47,9% em relação ao terceiro trimestre de 2009.

Gartner: virtualização é prioridade nº 1

Virtualização é a primeira número 1 em termos de tecnologia para 1,6 mil CIOs responsáveis por um orçamento de US$ 126 bilhões em gastos nos setores corporativo e público em 41 países.

Em termos gerais, os orçamentos voltaram aos níveis registrados em 2005, após quatro anos de alta consecutiva e uma queda de 8,1% no ano passado.

Virtualização: Tool ou Cloud?
O diretor sênior de marketing de produto da Embarcadero Technologies, Jeff Anders, publica artigo no Baguete nesta segunda-feira, 29.

O executivo aborda a aplicação dos conceitos de Cloud Computing na distribuição de ferramentas para profissionais de desenvolvimento e banco de dados, além de temas como relação  com Tool Cloud,  gerenciamento de licenças e aquisição de ferramentas.
CA: os aspectos críticos da virtualização
Um estudo encomendado pela CA à Forrester Consulting acaba de avaliar o impacto, os desafios e os requisitos mais importantes da operação de ambientes virtualizados de TI.

A pesquisa mostra que a expansão da virtualização introduz “novos níveis de complexidade que ameaçam a qualidade, a confiabilidade e a segurança dos serviços”.