A Dell divulgou na quinta-feira, 20, lucro maior que o esperado para o primeiro trimestre fiscal, fechado em 30 de abril. Entretanto, alertou sobre os efeitos do câmbio volátil e da falta de componentes no mercado, o que levou as ações da empresa a recuarem no pregão after-market.

O lucro líquido da fabricante de computadores foi de US$ 441 milhões, ou US$ 0,22 por ação, ante lucro de US$ 290 milhões, ou US$ 0,15 dólar por ação, um ano antes. Excluindo itens, o lucro foi de US$ 0,30 por ação, ante previsão média de 0,27 dólar em Wall Street, segundo informações da Thomson Reuters.

Já a receita cresceu 21% por cento, para US$ 14,87 bilhões, que se compara a uma previsão média de US$ 14,27 bilhões.

A fabricante informou uma margem bruta ajustada de 17,6%, que representa uma leve alta em relação aos 17,4% no trimestre anterior, quando a empresa sofreu com as vendas de PCs mais baratos e um aumento nos preços de componentes.

As ações da Dell caíram para US$ 13,60 no pregão eletrônico, após terem fechado a sessão regular a US$ 14,32.