A Network1 acaba de ser credenciada como distribuidora da área de hardware da Bematech.

A parceria agrega produtos como CPUs para automação, leitores e monitores touch screen  à unidade Network1 Automation, recém criada para atender exclusivamente ao setor de automação comercial, que, conforme dados da associação do segmento (Afrac), movimenta cerca de R$ 1,4 bilhão por ano no país.

Com soluções implementadas em 450 mil estabelecimentos comerciais do país, a Bematech também se vale da parceria para ampliar seu portfólio, já que a Network1 Automation também prestará serviços como a realização de projetos exclusivos para clientes corporativos, como redes e franquias.

“Já somos líderes em tecnologia para o varejo e pretendemos atender melhor as necessidades de nossos clientes finais”, afirma Eros Jantsch, diretor de Hardware da Bematech.

As soluções da empresa serão trabalhadas por revendas credenciadas pela Network1 Automation de todo o país, em uma estrutura amparada por quatro Centros de Distribuição nas regiões Sudeste, Sul, Centro-Oeste e Nordeste, além de estoques para pronta entrega.

A distribuidora também trabalha com soluções de áreas como comunicação de dados, comunicações unificadas, segurança, TI, videovigilância, mobilidade e data center, atuando com parceiros como Alcatel-Lucent, Alvarion, AOC, Avaya e Check Point Digitel, entre outros.

Enquanto isso, na área de software...
Se em hardware a Bematech aposta na parceria com a Network1, na área de software a estratégia está em uma oferta baseada em SaaS.

Com o formato como serviço, a companhia projeta dobrar a carteira de clientes da área de pequenas e médias redes de franquias, hoje formada por cerca de 50 nomes, até o fim do ano.

A empresa, que tem sede em Curitiba e fechou 2010 com receita de R$ 326,4 milhões, aposta na segmentação das soluções para atingir a meta.

De um lado, lançou uma oferta 100% SaaS. De outro,  um modelo híbrido, com funções críticas hospedadas no próprio cliente, o que mira regiões de estrutura web sensível, como Norte e Nordeste.

A primeira modalidade é voltada especialmente para o ramo farmacêutico, com a solução FarmaLive, um ERP para a área.

A segunda, para redes de até 50 lojas franqueadas, de setores como cosméticos, armarinhos e auto-atendimento, para as quais vai o software de gestão LojaLive.

E para o ano que vem, novidades em SaaS podem ser aguardadas: a companhia já trabalha com este formato para uma solução de geração de promoções para PDV, segundo Fábio Matias de Souza, diretor de Software da Bematech.

“A entrada no modelo como serviço já vinha em nossos planos há algum tempo, amparada por estatísticas como do IDC e Gartner, que mostram que esta modalidade representará 30% do volume de novas vendas das licenças de softwares no mundo este ano”, comenta o executivo.