Tamanho da fonte: -A+A

A Dell – que terminou o ano passado com 12,7% do mercado mundial de PCs, atrás apenas da líder, HP (18,8%), segundo a IHS – estaria encerrando sua produção de netbooks para o público consumidor.

Segundo o site The Verge, a própria empresa confirmou que não está mais lançando modelos no segmento, surgido com força em 2007, e ainda com lançamentos de marcas como Asus e Toshiba.

Desde 2010, com o lançamento do iPad, no entanto, analistas começaram a apontar a retração do formato. O próprio Steve Jobs situou o tablet como um substituto do netbook – portátil e com recursos de processamento limitados em comparação aos PCs tradicionais.

Pesquisa do instituto Gartner, por exemplo, aponta que os netbooks são o ponto fraco das vendas de PCs atualmente. O mesmo aponta a consultoria IDC. A razão: tablets.

No caso da Dell, que aderiu aos netbooks, tablets não são um segmento forte.

Em dezembro, na primeira semana, a empresa descontinuou o Streak 7, linha de tablets Android da companhia, com tela entre cinco a sete polegadas.

Conforme o Verge, o modelo híbrido Inspiron Duo, meio netbook meio tablet, continuará a ser vendido.

“A nova aposta da empresa serão os ultrabooks – modelos ultrafinos e com processamento mais robusto, em comparação aos netbooks”, finaliza o The Verge.