Panduit: prédio high tech em 75% menos tempo

16/03/2011 09:42

Redução de até 75% no tempo de implantação de soluções componentes dos chamados “edifícios conectados”, prédios que reúnem equipamentos e sistemas de tecnologias diversas aplicados à automatização de processos como gestão de energia elétrica, segurança e gerenciamento de ambientes.

Tamanho da fonte: -A+A

Redução de até 75% no tempo de implantação de soluções componentes dos chamados “edifícios conectados”, prédios que reúnem equipamentos e sistemas de tecnologias diversas aplicados à automatização de processos como gestão de energia elétrica, segurança e gerenciamento de ambientes.

É o que são capazes de conseguir os equipamentos da Panduit, fabricante norte-americana de soluções para infraestrutura de TI, segundo garante o diretor da empresa para a América Latina, Jorge de la Fuente.

Conforme o executivo, a economia no tempo entre implantação das soluções e funcionamento efetivo da infra tecnológica também pode ser assegurado em data centers ou projetos de automação de sistemas industriais.

Nos data centers, por exemplo, de la Fuente garante, ainda, que a economia pode chegar a 25% em energia, 10% no custo de cabeamento e até 70% no espaço necessário para instalações físicas.

“Temos soluções como a plataforma de software para Administração da Infraestrutura Física (PIM) e o sistema de hardware PanViewiQ (PViQ), que trabalham em conjunto para agilizar a implantação dessas tecnologias”, explica o diretor.

Segundo o executivo, estas soluções oferecem, em conjunto, monitoramento contínuo, local e remoto da conectividade, uso de energia, localização e utilização de ativos nos ambientes equipados.

“Os sistemas ainda geram, automaticamente, a documentação necessária para tomar decisões com rapidez e emitem alertas sobre eventos inesperados”, reforça o de la Fuente.

Para o diretor, a redução no tempo de implementação é item fundamental para obtenção do ROI das infraestruturas conectadas.

“Normalmente, estes ambientes hospedam equipamentos de valor elevado e é importante iniciar as operações no menor prazo possível, pois os investimentos iniciais são altos e a empresa precisa recuperar esses custos de investimento imediatamente”, afirma o executivo.

O exemplo vem de casa: em abril do ano passado, a Panduit inaugurou sua sede em Tinley Park, EUA.

O prédio, que abriga 800 funcionários, tem certificação Gold do Leadership in Energy and Environmental Design (LEED ou, em português, Programa de Liderança em Energia e Design Ambiental), do Green Building Council.

Para conceder a certificação, o conselho determinou que as instalações cumprissem parâmetros rigorosos de gerenciamento de água, energia e ar; uso de materiais e recursos, qualidade ambiental e processos de inovação, design e sustentabilidade.

Avaliada pelo Green Building Council, a Panduit foi aprovada em todos os quesitos, conquistando resultados, por meio de suas soluções, economia de 40% nos gastos operacionais.

“Nossa tecnologia usa infraestrutura física inteligente como base para a convergência de sistemas de comunicação, computação, controle, energia e segurança”, explica o diretor. “Essas soluções geram benefícios operacionais e financeiros, aumentando a confiabilidade, agilidade e adoção de iniciativas sustentáveis”, finaliza.

Veja também

Panduit tem novo diretor de Canais para AL

A Panduit, especializada em soluções para cabeamento estruturado, nomeou Jorge Alberto Silva Santa Cruz como diretor de Canais para a América Latina.

Santa Cruz será responsável pelo planejamento e execução das estratégias da companhia junto a parceiros de toda a região a partir do México.
 
O novo diretor vem da Anixter, distribuidora da Panduit, e é formado em Tecnologia da Informação e Infraestrutura Física.
 

Panduit: o cabo mais fino do mercado

A Panduit apresenta o sistema de cabeamento em cobre Categoria 6A com o menor diâmetro do mercado.

O novo sistema de cabeamento de cobre TX6A-SD 10Gig UTP conta com cabo de 0,24 polegadas de diâmetro, o que facilita o roteamento do cabo e aumenta a capacidade de ocupação 115% acima dos limites das normas.

Panduit, Cisco e Emerson firmam parceria

Especializadas em soluções de alto desempenho, as empresas Panduit, Cisco e Emerson anunciam o lançamento do programa Data Center Next Generation.

Paraná ganha novo prédio com rede Furukawa

Internet de até 100 Mbps, telefonia IP, HDTV e  integração dos sistemas de segurança, como os circuitos de CFTV, alarmes, entre outros, são alguns dos recursos oferecidos no novo Villagio Bourbon, condomínio residencial de Maringá-PR equipado com tecnologia FTTH (Fiber to the Home), da Furukawa.

Paraná ganha prédio com infra de fibra ótica

Em julho, o Paraná ganhará seu primeiro condomínio pré-equipado com estrutura de fibra ótica para transferência de dados.

FDM e Remaster: parceria em prédios high tech

A FDM Network, integradora de soluções em TI, anuncia parceria com a Remaster, empresa especializada em pisos e revestimentos, para oferecer ao mercado corporativo pacotes de soluções de solução de piso elevado com tecnologia integrada de rede elétrica modular, cabeamento estruturado e de revestimento.

Para atuar na parceria, os colaboradores da FDM Network passarão por treinamentos focados na padronização de seu atendimento, tanto na oferta de produto quanto nas instalações.

Piracicaba tem 1º prédio da AL com rede FTTB

A Transit Telecom acaba de implementar um projeto de rede FTTB (Fiber to the Building) em um prédio do distrito industrial Uninorte, em Piracicaba. O edifício é o primeiro na América Latina a contar com esse tipo de rede convergente de fibra óptica.

Dígitro: muita economia com edifício verde

O edifício “verde” que a Dígritro, empresa de TI e Telecom de Florianópolis, adotou como sede há dois anos já dá resultados para a companhia. O edifício, revestido de pastilhas brancas, aproveita água da chuva e energia solar, o que gera, por exemplo, economia de luz na casa dos 25%.