A EMC lança o EMC Data Domain Global Deduplication Array (GDA), sistema de armazenamento com desduplicação inline para backup corporativo.

Baseada em uma nova extensão de múltiplos controladores da arquitetura Data Domain, a solução conta com namespace global para todos os dados armazenados no sistema, com duplo controlador.

Além disso, o equipamento disponibiliza throughput de até 12.8 terabytes por hora (TB/hora), estabelecendo altos benchmarks no espectro de métricas comuns de backup para o datacenter.

O Global Deduplication Array provê até 14.2 petabytes (PB) de capacidade de backup lógico, abrangendo cargas de trabalho diversas - bancos de dados muito grandes, imagens VMware  e dados não estruturados, entre outros.
 
A novidade é acoplada ao software de backup, possibilitando distribuição dinâmica de carga e simplificando a operação.

O Global Deduplication Array distribui partes do processo de desduplicação para os servidores backup a fim de reduzir a carga na rede e aumentar o desempenho de throughput dos controladores do GDA.

Além disso, oferece um throughput de backup por controlador, acima de três vezes mais veloz do que o de configurações de desduplicação concorrentes, sendo o sistema de desduplicação inline mais veloz disponível no mercado, informa a fabricante.

“Este throughput de processamento de desduplicação distribuído é ancorado pelas vantagens nativas de velocidade das CPUs Intel Xeon com múltiplos núcleos nos controladores GDA e pela arquitetura escalar Data Domain SISL (Stream-Informed Segment Layout) que reduz o número de acessos ao disco exigidos no processo de desduplicação”, informa o material de divulgação da novidade da EMC.

Na versão inicial do produto, a plataforma suporta o Symantec NetBackup e Backup Exec através do software plug-in OpenStorage baseado em servidor de backup. Ainda em 2010, também suportará o EMC NetWorker utilizando software integrado.