Intel desacelera TV digital e foca tablets

13/10/2011 10:17

A Intel divulgou ao mercado que vai “desacelerar seus negócios de TV digital”.

Conforme o porta-voz da empresa, Claudine Mangano, os engenheiros hoje dedicados à esta área serão realocados para os segmentos de tablets, ultrabooks e smartphones.

A Intel também vai focar redes de entrega de conteúdo baseadas em IP, que têm semelhanças entre tablets e TVs, segundo o executivo.

Tamanho da fonte: -A+A

A Intel divulgou ao mercado que vai “desacelerar seus negócios de TV digital”.

Conforme o porta-voz da empresa, Claudine Mangano, os engenheiros hoje dedicados à esta área serão realocados para os segmentos de tablets, ultrabooks e smartphones.

A Intel também vai focar redes de entrega de conteúdo baseadas em IP, que têm semelhanças entre tablets e TVs, segundo o executivo.

Com o movimento, o objetivo da fabricante de processadores é garantir que tenha seus “melhores profissionais focados nos principais negócios", de acordo com Mangano.

Atualmente, usam chips Intel para TV digital marcas como Sony, Revue Logitech, Comcast e Boxee.

Outro projeto da Intel nesta área é o Widget Channel, plataforma que combinaria TV e Internet. Anunciado em parceria com o Yahoo! em 2008, o projeto ainda está em andamento.

Segundo o porta-voz da companhia, a meta não é abandonar por completo as iniciativas ligadas à TV digital – no Brasil, por exemplo, a empresa segue associada ao Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD).

Porém, os investimentos tendem a se destinar cada vez mais à transmissão de conteúdo televisivo via IP e ao uso múltiplas telas.
 

Veja também

Intel Brasil anuncia novo diretor de marketing

Leonardo Meira é o novo diretor de marketing da Intel Brasil.

O executivo, que estava desde 2006 no segmento de vendas e marketing da McKinsey Consulting, assume a posição de Cassio Tietê, que ficará com o cargo de diretor de estratégia e novos negócios da companhia.

Intel: menos de 1% quer comprar tablet

Uma pesquisa da Intel apontou que os tablets ainda estão muito atrás dos PCs quando o assunto é o desejo de compra do consumidor brasileiro.

Intel lança SSDs 30 vezes mais resistentes

A Intel anuncia seu mais novo drive em estado sólido (SSD, na sigla em inglês), o Intel SSD 710 Series.

A solução é voltada à substituição, em data centers, do Intel X25-E Extreme SSD, que era baseado na memória flash Nand Single-Level Cell (SLC), que a Intel define, em divulgação ao mercado, como “mais cara, mas altamente confiável”.

Intel e Google otimizam Android

A Intel e o Google trabalharão juntos para otimizar futuras versões do Android para a família de processadores de baixo consumo Intel Atom.

Na prática, isso significa que as futuras versões da plataforma terão suporte na tecnologia Intel.

Além disso, o tempo para o lançamento no mercado de smartphones baseados na tecnologia Intel rodando a plataforma Android deverá ser acelerado.

Intel Brasil contrata Fernando Loureiro

Fernando Loureiro acaba de assumir a posição de diretor de Relações Governamentais para o Brasil, baseado em Brasília.

Intel: quinto trimestre de receita recorde

Pelo quinto trimestre consecutivo, a Intel teve receita recorde, com crescimento de dois dígitos de abril e junho de 2011.

A companhia do setor de tecnologia alcançou lucro líquido de US$ 3 bilhões no segundo trimestre, 2% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

A receita da Intel, de US$ 13 bilhões, é 22% maior do que no mesmo período de 2010.

Intel e Sun: parceria em TV Digital
A Intel e a Sun Microsystems anunciam nesta quinta-feira, 05, um acordo que permite o desenvolvimento de versões do middleware brasileiro para TV Digital, o Ginga-J, baseados na tecnologia Java.

O acordo disponibiliza uma máquina virtual Java certificada e homologada pela Sun para conversores de TV Digital baseados em tecnologia Intel.