Tamanho da fonte: -A+A

Há um dia do aniversário de 30 anos do IBM PC, um dos pais do modelo alerta para o “último suspiro” das máquinas.

“Os PCs deverão continuar em uso, mas eles não devem mais liderar as inovações na computação. Eles estão indo para o mesmo caminho dos discos de vinil e da máquina de escrever”, escreve Mark Dean, chefe de tecnologia da IBM para Oriente Médio e África, em um blog mantido pela empresa.

Dean, relembra o site CNet, era um dos engenheiros da equipe de desenvolvimento do IBM PC/AT, ISA systems bus, PS/2 Model 70 e 80, e o Color Graphics Adapter no IBM PC original.

O executivo detém três das nove patentes do primeiro modelo.

Segundo Dean, enquanto os PCs (e isso inclui desktops, notebooks, netbooks e mesmo os computadores da linha Apple, por se tratar de computadores pessoais como um todo) saem da vanguarda do mercado que ajudaram a criar, as atenções devem se voltar aos smartphones e tablets.

“Eu, pessoalmente, já estou deixando o PC mais de lado... meu computador principal é um tablet”, admite o executivo.

O IBM PC, foi lançado em 12 de agosto de 1981.

O modelo original recebeu a denominação IBM 5150. Seu desenvolvimento ficou a cargo de uma equipe de 12 engenheiros e projetistas sob a direção de Don Estridge da IBM Entry Systems Division em Boca Raton, Flórida (Estados Unidos).

A expressão "Personal Computer" (PC), no entanto, já era de uso comum antes de 1981, e foi usada em 1972 para caracterizar o Alto do Xerox PARC.

Todavia, devido ao sucesso do IBM PC, o que tinha sido um termo genérico passou a significar especificamente um microcomputador compatível com a especificação da IBM.

Durante o segundo trimestre de 2005, o Lenovo Group da China assegurou os direitos de produção dos computadores pessoais com a marca IBM.

Leia a matéria completa do CNet (em inglês) nos links relacionados abaixo.