Tamanho da fonte: -A+A

As novas gerações de ultrabooks – notebooks ultraleves e ultrafinos, que chegam a ter, no máximo, 1,5 cm na parte mais espessa em alguns modelos, e pesam de 1,2 quilo – devem se assemelhar mais aos tablets nas novas gerações.

Segundo o site asiático DigiTimes, fabricantes estão planejando aparelhos com telas sensíveis ao toque.

O motivo dos painéis touch nos aparelhos é acomodar novas funcionalidades do Windows 8 – cuja interface insiste com força na sensibilidade ao toque – e ganhar mercado no mercado de computadores.

Citando fontes próximas da indústria, a site disse que displays de LCD já têm sido entregues aos fabricantes de ultrabooks.

Acer e Asustek estariam com aparelhos novos na mira, já com a tela sensível ao toque.

Lenovo, LG, Toshiba e Samsung são outras asiáticas que oferecem modelos na categoria, também com representantes nos portfólios de HP e Apple.

Especialistas indicam que as vendas dos modelos – que, inspirados nos netbooks, também descartam drives ópticos – podem ser a salvação dos PCs na era tablet.

A consultoria IHS iSuppli indica, que até 2015, as comercializações dessas unidades chegarão a 136,5 milhões em 2015, respondendo por 43% das vendas de notebooks nesse ano.

Em 2011, a expectativa é de menos de 1 milhão de modelos desse tipo vendidos, chegando a apenas 2% das vendas de notebooks.