A Nvidia anuncia uma nova linha de processadores gráficos, focados especialmente no mercado de engenharia e projetos.

São dois modelos - Quadro 2000 e 600 -, ambos baseados na arquitetura Fermi, com 1 GB de memória GDDR5 e conectores DVI e DisplayPort.

Os processadores podem ser acessados por meio de uma interface de 128 bits.

A principal diferença entre os dois lançamentos é que o Quadro 2000 é dotado de 192 processadores Cuda, enquanto o Quadro 600 possui 96.

Além disso, o Quadro 2000 apresenta performance geométrica 1.5 vezes melhor do que a versão anterior, voltada para o mesmo público, e utiliza a tecnologia “Scalable Geometry Engine”, que potencializa o desempenho de aplicações CAD e DCC, como SolidWorks e Autodesk 3ds Max.

O processador, assim como o Quadro 600, é compatível com o kit de óculos 3D Vision PRO, da Nvidia, que permite ao usuário uma experiência estereoscópica imersiva, além da possibilidade de realizar simulações em tempo real.

As placas Quadro 2000 e 600 suportam as tecnologias DirectX 11, OpenGl 4.1, Shader Model 5.0, DirectCompute e OpenCL, com fidelidade de cor de 30-bit.

Os novos processadores Nvidia também estão de acordo com o PCI Express 2.0, focando a execução com baixo ruído.

Por enquanto, só foram divulgados os valores das placas nos Estados Unidos: US$ 599 para o Quadro 2000 e US$ 199 para o Quadro 600.

As novidades, entretanto, já estão à venda no Brasil, por meio da Absolut Technologies, parceira da Nvidia.