Passados alguns meses da invasão de hackers que resultou no vazamento de informações de 100 milhões de usuários de sua plataforma de games online, a Sony contratou um ex-membro do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos.

Philip Reitinger vai ocupar o cargo de vice-presidente de segurança da informação.

Ex-diretor do Centro Nacional de Segurança Virtual norte-americano, Reitinger vai se reportar ao conselho geral presidido por Nicole Seligman.

Reitinger também já trabalhou para a Microsoft e para o Departamento de Defesa dos EUA, segundo informações divulgadas pela agência Reuters.

As ações da empresa acumulam queda de 55% desde a divulgação do ataque hacker em 27 de abril, que resultou em críticas generalizadas e criou uma sombra sobre os planos da companhia de expandir seus negócios on-line, incluindo distribuição de música e filmes.