Schneider Electric adquire SoftBrasil

06/05/2010 17:04

A Schneider Electric, especialista global na gestão de energia, acaba de adquirir a SoftBrasil, paulista que atua na área de tecnologia para gestão da informação industrial, otimização de processos, telemonitoramento e automação industrial.

Tamanho da fonte: -A+A

A Schneider Electric, especialista global na gestão de energia, acaba de adquirir a SoftBrasil, paulista que atua na área de tecnologia para gestão da informação industrial, otimização de processos, telemonitoramento e automação industrial.

Com a aquisição, a Schneider Electric busca expandir seu portfólio com soluções para Gestão da MES - Manufacturing Execution Systems, otimização de processos (gerenciamento de alarmes, malhas de controle e manutenção baseada em condição) e automação industrial, com foco principal nos mercados de mineração e metalurgia, alimentos e bebidas, tratamento da água e óleo e gás e petroquímicas, entre outros.

Além disso, a empresa pretende ampliar sua expertise em execução de projetos que visam ao aumento da eficiência operacional de seus clientes, tornando-se um Centro de Competências na América do Sul.

"Essa aquisição, certamente, fortalecerá ainda mais a nossa atuação no Brasil e em toda a América do Sul", explica Tânia Cosentino, presidente da Schneider Electric Brasil.

Criada há 14 anos, a SoftBrasil está localizada em São Paulo e conta com colaboradores especializados em desenvolver soluções personalizadas para seus clientes. Com atuação nos segmentos de mineração e siderurgia, óleo e gás, saneamento, petroquímica e em indústrias de bebidas e alimentos, a empresa fornece soluções para companhias como Comgás, Sabesp, Vale, Votorantim, Gerdau, Braskem e Petrobras.

Já a Schneider Electric opera em mais de 100 países oferece soluções integradas por meio de múltiplos segmentos de mercado, como energia e infraestrutura, processos industriais, automação predial, data centers & networks, assim como grande atuação em instalações residenciais.

A empresa atingiu em 2009 um faturamento de mais de €15,8 bilhões e conta com mais de 100 mil colaboradores.

Veja também

Com Staytion Fit, APC populariza no break

APC, unidade de negócios de soluções e serviços para ambientes críticos de energia e refrigeração da Schneider Electric, lança o Staytion Fit, no break da linha Microsol.

De acordo com Cristina Defendi, gerente de marketing da APC, o equipamento é fabricado no Brasil e voltado a consumidores que necessitam de proteção para seus equipamentos, mas têm limitações orçamentárias.

Schneider Electric reformula site
A Schneider Electric, especialista em gestão de energia e automação, acaba de reformular seu site, no qual apresenta suas soluções para eficiência energética e consumo sustentável.

O portal, que adota o padrão mundial da companhia, propõe navegação simplificada com distribuição do conteúdo em cinco seções: Soluções; Produtos e Serviços; Suporte; Área de Clientes; e Empresa e Carreiras.
APC Brasil muda sede, fecha fábrica e abre CD
A APC, unidade de negócios de soluções e serviços para ambientes críticos de energia e refrigeração da Schneider Electric, anuncia uma série de medidas para acelerar o crescimento no Brasil.
APC mira América Latina
A APC, unidade de negócios de soluções e serviços para ambientes críticos de energia e refrigeração da Schneider Electric, quer aproveitar a situação econômica atual para crescer na América Latina.

Segundo Fernando Garcia, vice-presidente da APC para a região, a empresa tem entre suas estratégias o ganho de market share, a ampliação de oferta de produtos e o aprimoramento de serviços nos países latinos.
APC anuncia compra da Microsol
A APC anuncia que está em negociação para aquisição de 100% das ações da brasileira Microsol Tecnologia, fabricante de estabilizadores, no-breaks e acessórios.

Sediada em Eusébio, no Ceará, a companhia obteve receita de R$ 75 milhões em 2007, quando fez projeções de alcançar os R$ 250 milhões até 2012.
SolidWorks turbina projetos da Schneider
A Schneider, joinvilense recentemente adquirida pela Franklin Electric, acaba de substituir seu antigo software CAD pelo SolidWorks, implementado pela gaúcha SKA. Com a plataforma, a maior produtora nacional de bombas e motobombas centrífugas em volume de vendas e segunda maior em faturamento, com 30% de market share, reduziu à metade seu tempo de desenvolvimento de projetos.