O grupo de hackers chamado Anonymous reivindicou ter invadido um servidor da Apple nesse domingo, 03.

Além de acessar os dados, os invasores disseram ter publicado um pequeno número de nomes de usuários e senhas que dão acesso a um dos sites da empresa de tecnologia.

A conta do Twitter foi o local do anúncio. Além disso, o grupo declarou que a própria Apple pode ser um alvo para hackers e divulgou dados como parte de sua campanha antisegurança na Internet batizada de "AntiSec".

“A Apple pode ser alvo (de invasão) também. Mas não se preocupe, estamos ocupados em outro lugar”, disse o Anonymous em seu Twitter, onde postou um link sobre os dados hackeados.

O compartilhamento se deu no site de textos Pastebin.

De acordo com a agência Reuters, o grupo disse que os dados incluem 27 nomes de usuários e senhas para o site usado pela Apple para realizar pesquisas online.

A Apple não quis comentar o assunto.

O Anonymous juntou-se ao grupo de hackers Lulz Security no fim de junho.

O LulzSec, que ficou conhecido após invadir os sites da Sony, da CIA e da polícia britânica, entre outros, disse ter completado sua missão de interromper operações online de empresas e governos apenas por entretenimento.