Tamanho da fonte: -A+A

Em todo o mundo, as vendas de chips devem somar US$ 290,5 bilhões em 2010, o que representaria alta de 28,4% sobre o ano passado, conforme previsão da Associação da Indústria de Semicondutores (SIA).

A previsão fica abaixo da feita pela iSuppli em agosto deste ano, segundo a qual as vendas mundiais de chips cresceriam 35% este ano, movimentando em torno de US$ 310 bilhões.

Na época, a iSuppli previa o crescimento com base em um aumento de demanda causado por uma possível expansão das vendas de smartphones e televisores de tela plana.

Já a SIA baseia sua projeção no aumento dos investimentos feitos em chips por mercados emergentes como China e Índia, que puxaram as vendas deste setor em agosto, quando em todo o mundo a comercialização de semicondutores somou US$ 25,7 bilhões, 1,8% a mais do que no mês anterior.

Já para os próximo meses, as condições econômicas nos Estados Unidos e na Europa, aliadas a variações sazonais, preocupam a SIA, que espera um crescimento menor do que o previsto pela iSuppli, mas mesmo assim não crê em decréscimo nas vendas de microprocessadores.

Ainda segundo a SIA, atualmente o ranking de fabricantes de chips segue com Intel na liderança, seguida por Texas Instruments, AMD, National Semiconductor, Nvidia, Qualcomm, STMicroelectronics, Samsung Electronics e Hynix Semiconductor.