Tamanho da fonte: -A+A

A consultoria Gartner reduziu nessa quinta-feira, 03, suas projeções de vendas de computadores para 2011 e 2012 diante do enfraquecimento da demanda por máquinas portáteis no mercado de consumo.

Segundo o diretor de pesquisas do Gartner Ranjit Atwal, o reajuste reflete a previsão de enfraquecimento na demanda do mercado de consumo na China.

Além disso, se espera “uma perda generalizada do entusiasmo por PCs portáteis”.

A consultoria projeta 387,8 milhões de máquinas vendidas este ano, o que representa avanço de 10,5% em relação a 2010. A previsão anterior era de crescimento de 15,9% este ano.

Em 2012, o Gartner espera que sejam comercializadas 440,6 milhões de máquinas, superando em 13,6% as vendas de 2011. A projeção está abaixo do crescimento de 14,8% previsto anteriormente para o próximo ano.

Depois de cinco anos de crescimento anual superior a 40%, o mercado de PCs perde lugar para os portáteis em forma de prancheta (tablets), notam os analistas do Gartner.

“Acreditamos que o crescente entusiasmo dos consumidores diante de alternativas para PCs móveis, tais como os tablets iPad [da Apple] e outros meios, reduzam drasticamente o ritmo de vendas de PCs móveis, especialmente em mercados amadurecidos”, disse o diretor de pesquisas George Shiffler.

Para o analista, agora se espera que a média de crescimento anual de PCs móveis seja inferior a 10% em mercados maduros, entre 2011 e 2015.

O mercado corporativo continua apresentando crescimento de dois dígitos em 2011 e 2012, tendo em vista que PCs obsoletos são substituídos nas empresas do mundo todo, nota o Gartner.