A partir da próxima semana, 25 alunos do curso de Técnico em Informática com habilitação em Redes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Santa Catarina (Senai/SC) vão passar a usar iPads em sala de aula.

Iniciativa inédita entre os Senais do Brasil, a unidade de Tubarão – município a 133 quilômetros de Florianópolis – começa um piloto com os gadgets.

Não foi revelado o investimento feito nos aparelhos. Hoje, os iPads custam entre R$ 1.649 e R$ 2.599, dependendo do modelo.

Segundo a assessoria de imprensa do Senai/SC, o foco inicial é o uso e a produção de material didático da instituição para os formatos.

Com os iPads, recursos como realidade aumentada, webcam, ativação de conteúdos por QR code, vídeos e interação com objetos tridimensionais,passam a ser integrados à sala de aula.

E-books em .ePub
O projeto foi um dos cinco selecionadas no final de 2010 pelo edital do Programa de Inovação com Tecnologias Educacionais (Pite), do departamento nacional do Senai.

A instituição também já está desenvolvendo materiais didáticos adaptados a formatos compatíveis com eReaders, criando livros eletrônicos no formato .ePub.

Quem já tem tablets, mas não está na turma que usará os aparelhos nesse semestre, poderá substituir o material impresso, que em cursos de pós-graduação chega a 15 volumes.

Ao longo do ano, alunos de alguns cursos técnicos e de aprendizagem industrial que possuam leitores de livros digitais compatíveis com os formatos disponibilizados pelo Senai/SC poderão ter acesso aos arquivos eletrônicos das apostilas impressas que utilizam nos cursos.

Além do projeto piloto realizado na unidade em Tubarão, o Senai/SC está oferecendo a opção de material didático eletrônico para tablets nos cursos sob demanda para empresas.

O Senai/SC conta com 35 unidades instaladas no estado catarinense, com 300 laboratórios educacionais e unidades móveis que realizam cursos de educação a distância. No início de 2011, a instituição ofereceu 6,9 mil vagas em cursos técnicos e superiores de tecnologia.