A ISS revelou nesta sexta-feira, 09, que o número de websites que disponibilizam informações ilícitas cresceu para mais de 188 mil no último ano - mais de 16 milhões de páginas individuais. Para 2006, segundo a companhia, este tipo de conteúdo deve expandir-se entre 30% e 40% em todo o mundo.

O levantamento partiu do rastreamento constante que o CPD da empresa - localizado em Kassel, na Alemanha – realiza a respeito de novos portais cadastrados na rede mundial. O arquivo já conta com cinco bilhões de homepages e figuras identificadas.

As páginas são classificadas em 60 categorias, como Home Banking, Compras Online, Armas, Extremistas e Oferta de Empregos, entre outras. O banco de dados, atualizado diariamente, tem como objetivo viabilizar a administradores de rede a possibilidade de filtrar o acesso à Internet dos usuários que comandam. Para utilizá-lo, as empresas precisam contratar a solução Proventia Webfilter, da ISS.