SAÚDE

Fleury e Sabin compram 30% da Prontmed

31/07/2020 10:01

Empresa especializada em prontuários eletrônicos quer se posicionar como uma provedora de dados estruturados.

Solução é usada por cerca de 7 mil médicos no Brasil. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Prontmed, empresa especializada em prontuários eletrônicos, acaba de obter dois novos sócios em rodada série B: os laboratórios Fleury e Sabin compraram, respectivamente, 18% e 12% da empresa. O valor dos investimentos não foi revelado.

De acordo com o site Brazil Journal, a empresa Prontmed nasceu após Wang Sen Feng, que havia migrado de Taiwan para São Paulo aos 14 anos, recebeu um convite para criar um prontuário eletrônico para a área de reumatologia do Hospital das Clínicas da cidade.

Até então, a instituição fazia tudo no papel e o projeto deu certo, com outras áreas do hospital também adotando a tecnologia. Em 1996, Feng transformou a ideia em negócio.

Hoje, a Prontmed é usada por cerca de 7 mil médicos em todo o Brasil e já registrou mais de 10 milhões de atendimentos, acumulando uma base de dados estruturados de mais de 2 milhões de pacientes.

“Para dar a melhor experiência, você precisa entender a fundo a cabeça e necessidade dos médicos e profissionais de saúde. Conseguimos isso porque passamos 20 anos aprendendo junto com o HC o que cada especialidade precisa”, contou Lasse Koivisto, CEO da Prontmed, ao Brazil Journal.

Além do Hospital das Clínicas, a empresa também tem no portfólio as instituições Sírio Libanês, ECare e Sociedade Paulista de Ginecologia e Obstetrícia.

Esta é a terceira captação da Prontmed. Em 2013, a startup fez uma rodada com a E.Bricks, 500 Startups e investidores-anjo como Romero Rodrigues, o fundador do Buscapé e hoje sócio da Redpoint eventures, e Hyung Mo Sung, o ex-CEO da Zurich Seguros.

Cinco anos depois, fez uma rodada bridge com os mesmos investidores para se preparar para a série B.

Com o novo investimento, os recursos devem ser utilizados para expandir a base de usuários e lançar um novo produto: um sistema de suporte para decisões clínicas que será agregado à plataforma.

A ideia é cruzar os dados que os profissionais colocam no prontuário com os protocolos de evidência e melhores práticas de instituições de renome. Com base nisso, o sistema poderá dar recomendações em tempo real do que o profissional pode fazer em cada situação.

Com o Fleury e o Sabin, a companhia quer se posicionar como uma provedora de dados estruturados, e não apenas um prontuário eletrônico.

Para ganhar escala, a Prontmed quer entrar em outros segmentos da saúde, como o de medicina ocupacional e home care. A meta é chegar a 30 mil médicos nos próximos cinco anos.

O Grupo Fleury tem mais de 90 anos de existência, atuando com medicina diagnóstica, operações diagnósticas em hospitais e de laboratório de referência. São mais de nove mil colaboradores e cerca de dois mil médicos, com mais de 200 unidades de atendimento.

Fundado em 1984, o Grupo Sabin está presente nas cinco regiões do país com cerca de 300 pontos de atendimento e conta com um portfólio de produtos e serviços nas áres de diagnóstico por imagem, vacinação, análises clínicas e check-up executivo.

Em 2018, o Grupo Fleury e Grupo Sabin iniciaram uma cooperação técnico-científica internacional. As empresas investiram de forma conjunta na Qure, venture capital e incubadora de startups na área de saúde que faz parte do fundo de investimento israelense Ourcrowd.

Veja também

CONTEÚDO
Live aborda inovação na área de saúde, educação e negócios

Participam representantes do HCor e Grupo Hospitalar Mãe de Deus.

MAIS UM ANO
Google: home office até julho de 2021

Volta estava prevista para julho, foi adiada para setembro e agora ficou para daqui a 12 meses.

MEDIDAS
AMcom: volta ao escritório só com vacina

Empresa de Blumenau vai manter home office até surgir uma vacina para a Covid-19.

DESCONECTADOS
Mais de 3 mil postos de saúde não possuem computador

A presença de PCs e acesso à internet é maior na região Sul do Brasil, onde chega a 98%.

SAÚDE
Purificador de ar ajuda no combate ao coronavírus? Entenda!

Utilização do aparelho e sua respectiva eficácia contra a doença estão sendo questionadas.

GESTÃO
Biosaúde implanta ERP da Cigam

Empresa atua na venda e distribuição de produtos médicos de alta complexidade.

STARTUP
Pipo Saúde capta R$ 20 milhões

Rodada foi liderada por Monashees e Kaszek, com participação da ONEVC e investidores anjo.

COVID-19
Uber e Itaú oferecem 200 mil viagens para saúde

Profissionais ligados à Prefeitura de São Paulo poderão viajar com desconto na plataforma.

NUVEM
Ministério da Saúde migra para AWS com Embratel

Projeto faz parte de mega licitação vencida pela empresa de telecom.

COVID-19
Klabin cria app para monitorar saúde dos funcionários

Empresa fabrica embalagens para produtos de alimentação, higiene e limpeza.