Roberto de Carvalho, presidente da Dynatrace no Brasil. Foto: Divulgação.

A Dynatrace foi contratada para fornecer sua solução de DPM (Digital Performance Monitoring) para a Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná). 

Com a implementação da ferramenta, a empresa paranaense busca aumentar a qualidade da experiência dos clientes, agilizar a detecção de problemas e melhorar sua performance digital.

“Por sermos uma companhia pública, toda aquisição deve passar por um processo de licitação. Por meio de provas de conceito realizadas com diversas soluções do mercado, verificamos que a ferramenta da Dynatrace era uma das principais que poderiam atender nossas demandas, extremamente ágil na realização de diagnósticos, com configuração intuitiva e facilidade na comunicação”, afirma Vanessa Ferreira, analista de TI da Celepar.

Na licitação foram adquiridas licenças para monitoramento de aplicações Java e da experiência do usuário final, além de instâncias Web Server PHP. 

“Estamos em processo de implantação. A ferramenta nos ajudou na detecção de erros e falhas de programação, mostrando de maneira rápida e exata onde estava o problema. Além disso, auxiliou na análise de códigos, fornecendo indicadores de desempenho das aplicações, monitoramento e consumo de recursos dos servidores, o que ajuda no gerenciamento e dimensionamento do ambiente”, ressalta a Analista.

Por meio do monitoramento de performance oferecido pela Dynatrace, é possível identificar rapidamente a causa do problema com apenas uma notificação. A ferramenta automatizada da companhia é analítica, unificada e capaz de identificar a causa raiz baseada na inteligência artificial.

“Nossa solução simplifica a análise da performance de ambientes complexos em nuvem. Estudos de mercado apontam que o monitoramento digital de aplicações é uma prática extremamente importante, mas apenas 30% das empresas mundiais investem nessa solução”, afirma Roberto de Carvalho, presidente da Dynatrace no Brasil.

A Celepar é uma sociedade de economia mista de capital fechado, cujo maior acionista é o Estado do Paraná. Com sede em Curitiba e por meio dos seus núcleos regionais, a empresa atende toda a estrutura da administração estadual instalada nos 399 municípios paranaenses.