Calma orkuteiro, o Google garantiu que nada de ruim vai acontecer. Por enquanto... Foto: flickr.com/photos/bardgabbard

O Google disponibilizou nessa semana uma ferramenta de integração entre o Orkut e o Google+, permitindo a união de perfis de um mesmo usuário nessas redes sociais.

Inicialmente, o recurso está disponível a 1% da base do Orkut.

Com a estratégia, o Google pode estar usando uma rede para alacanvar a outra. No Brasil, são 34,4 milhões de usuários do Orkut, segundo dados de dezembro do ano passado. No mundo, são 66 milhões de cadastrados, metade do auge atingido em 2004.

Já o Google+ somou 170 milhões de cadastrados em abril de 2012, com o Brasil sendo o sexto país em número de visitas.

Ainda que tenha um número superior ao concorrente interno, calcula-se que os usuários do Google+ gastem, em média, 3,3 minutos ao mês, segundo dados de janeiro último. No Orkut, o tempo gato pelos brasileiros é de 19 minutos mensais.

Apesar disso, mesmo que somados, Google+ e Orkut ainda ficam longe dos mais de 800 milhões de usuários do Facebook, que toma a cada mês 23 minutos, em média, dos brasileiros.

NÃO É O FIM
Números e estratégias à parte, o Orkut poderia levar a pior diante de uma unificação com a nova aposta social do Google?

Segundo Felix Ximenes, diretor de comunicação e assuntos públicos da empresa no Brasil, não.

“O Google+ é uma camada social que permeia em vários produtos do Google. Essa camada agora também estará disponível para os usuários do Orkut”, explicou Ximenes, ao G1.

Com a integração, o conteúdo postado publicamente no Google+ entrará automaticamente no Orkut. Porém, fotos e posts publicados apenas para os círculos de amigos não ficarão disponíveis no Orkut.

Além de optar por unificar, ou não, os perfis, o usuário também poderá autorizar que seus amigos do Orkut enxerguem seu perfil do Google+.

No Brasil, de acordo com dados do grupo de pesquisa StatCounter, o Orkut atingiu 0,75% de participação de mercado em maio deste ano, contra 76,4% do Facebook.

Em dezembro de 2011, o Facebook assumiu a posição do Orkut como a rede social mais acessada no Brasil com 36,1 milhões de integrantes – salto de 192% em 12 meses – segundo dados da consultoria americana comScore.

Recentemente, o Google descontinuou uma série de projetos antes considerados promissores, mas que acabaram não conquistando o público como o Wave e o Buzz, entre outros.