O governo do Rio de Janeiro encomendou 1,5 milhão de testes para coronavírus. Foto: Pexels.

O estado do Rio de Janeiro está desenvolvendo um aplicativo próprio, associado aos resultados de testes de infecção do novo coronavírus, que deve ficar pronto na próxima semana.

Segundo o site Mobile Time, uma das suas finalidades ainda em estudo seria monitorar o deslocamento de cidadãos que testaram positivo.

Já os pacientes que estiverem curados da infecção conseguirão emitir um certificado para livre circulação na cidade. 

Com as informações obtidas pelo aplicativo, o governo fluminense terá condições de identificar onde está concentrada a maior parte dos infectados, o que permitiria a avaliação de medidas específicas por bairro ou rua.

“Queremos fazer de forma inteligente. Queremos ter um grande banco de dados com novas referências, incluindo, se possível, a informação de saída do isolamento”, ressaltou Edmar Santos, secretário de saúde do estado do Rio de Janeiro, ao Mobile Time.

O governo do Rio de Janeiro encomendou 1,5 milhão de testes para Covid-19 e o primeiro lote de 400 mil deve chegar ao estado nesta quarta-feira, 1. Outros 400 mil devem estar disponíveis na sexta-feira, 3.

Ainda de acordo com a publicação, também existe a promessa de entrega de testes pelo governo federal, mas ainda não se sabe quando e nem quantos irão para o Rio.

Por enquanto, o governo fluminense descarta a possibilidade de adotar o lockdown no Rio de Janeiro, por entender que as medidas de isolamento social estariam surtindo efeito.

Os cidadãos ou estabelecimentos comerciais que não seguirem as recomendações deverão ser responsabilizados no futuro, seja criminalmente, civilmente ou administrativamente.

O Rio de Janeiro é o segundo estado brasileiro com mais casos de coronavírus, com um  total 657 casos de Covid-19 confirmados e 18 mortes. São 553 casos na capital e o restante divididos por outros 23 municípios.