Cuidado, bobinas quentes. Foto: Divulgação.

A Novelis, líder mundial em laminados e reciclagem de alumínio, está usando robôs para conferir a temperatura das bobinas com o produto pronto, cuja temperatura pode atingir até 300 graus.

Com o projeto, entregue pela Engineering, robôs equipados com sensores de temperatura circulam nos chamados “vãos de armazenamento”, onde as bobinas são armazenadas após a produção. 

O robô circula sozinho e os funcionários controlam os resultados à distância, por meio de um tablet, no qual a temperatura é cruzada com outras informações.

O sistema que prevê a temperatura de cada bobina por meio de cálculos estatísticos.

O objetivo primário do projeto era obter mais segurança no processo de medição das bobinas metálicas, que atingem temperaturas acima de 300 graus. 

Agora, os operadores das pontes rolantes e empilhadeiras passaram a realizar o transporte das bobinas conforme o sequenciamento e o destino definidos pela área de produção no próprio sistema, que funciona integrado ao software de MES (Manufacturing Execution System).

No passado, a Novelis precisava de diversos funcionários para fazer os inventários de estoque e acabavam perdendo muito tempo procurando bobina no pátio.

A solução possibilitou a realocação de 95% do time que era responsável pelo monitoramento manual das bobinas em outros processos, como as operações das pontes rolantes. 

Adicionalmente, os erros de armazenagem diminuíram em 80% e o tempo de resfriamento das bobinas diminuiu em 60%. 

Além disso, houve aumento de produtividade em mais de 30%, sem contar a melhora na confiabilidade dos dados.

“Com a aplicação, conseguimos aumentar a segurança dos nossos colaboradores, objetivo principal do projeto. No final, ganhamos em produtividade e com a redução de custos operacionais",afirma Daniel Freire, vice-presidente de Operações da Novelis América do Sul.

No Brasil, a Novelis possui atividades de laminação de alumínio em Pindamonhangaba e Santo André, em São Paulo. 

A operação local envolve cerca de 1.500 profissionais e alcançou receita da ordem de R$ 8 bilhões no último ano fiscal, um valor significativo dentro da receita total de US$ 11,2 bilhões.

A fábrica de Pindamonhangaba é considerada um dos maiores complexos de laminação e reciclagem de alumínio do mundo. A Novelis mantém ainda 14 centros de coleta de sucata de alumínio espalhados pelo país.

Com mais de 150 empresas atendidas no Brasil, a Engineering é uma multinacional italiana com presença no país desde 2008. 

A empresa tem mais de 600 funcionários nos escritórios de Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Santo André e Vitória, além de uma filial em Buenos Aires.