O mercado de TI deve movimentar US$ 64,3 bilhões no Brasil até o final de 2015. Foto: OPOLJA/Shutterstock.

O mercado de tecnologia da informação (TI) deve movimentar US$ 64,3 bilhões no Brasil até o final de 2015. A receita do setor alcançará uma alta de 7,3% em relação à registrada no ano passado, quando ficou em US$ 59 bilhões.

Com isso, o crescimento do setor no país ficará acima da média mundial, que será de 3,4%.

Segundo o TI Inside, a informação foi divulgada por Luciano Ramos, coordenador de pesquisa de software da IDC Brasil, durante o evento Dell Solutions Roadshow. 

O analista acrescenta que o mercado de TI brasileiro segue altamente concentrado na região sudeste, que registra 63% do total arrecadado. Sozinho, o estado de São Paulo representa 30% da receita do segmento.

De acordo com Ramos, o custo de administração de TI continuará crescente, sendo que 69% estarão comprometidos com administração e gestão do ambiente; 11% com energia e refrigeração e 20% para compra de novos ativos. 

"De 1985 para cá, o custo de energia cresceu três vezes, enquanto administração e gerenciamento cresceu oito vezes, motivo pelo qual os CIOs devem se preocupar em automatizar as operações, para reduzir esse custo", enfatiza Ramos, segundo o TI Inside.

Entre as tendências que os CIOs devem avaliar, além da virtualização, Ramos destacou as áreas de software definido por tudo (SDE, ou software definid for everething), cloud computing, arquitetura convergente e tecnologia flash.

Os valores para o ano seguem estáveis em relação ao último resultado divulgado pela IDC.

Segundo a consultoria, o mercado brasileiro de serviços de TI registrou alta de 7,4% na receita no período compreendido entre o segundo semestre de 2014 e o primeiro semestre de 2015, na comparação com o segundo semestre de 2013 e o primeiro semestre de 2014.