Ricardo Amorim. Foto: Divulgação.

O economista Ricardo Amorim, um dos palestrantes mais disputados do Brasil no momento, acaba de lançar junto com dois sócios a AAA, uma “plataforma de conteúdo” no qual assinantes poderão ter acesso a informações selecionadas sobre inovação.

A empresa tem duas modalidades, uma para pessoas físicas, a R$ 49,90 mensais, e outra para empresas, a R$ 190 mensais por usuário (provavelmente, com algum desconto por escala).

Ambas modalidades recebem cobertura de eventos, resumos de livros, artigos e uma plataforma de relacionamento entre os participantes.

O diferencial da versão corporativa é o acesso direto com os autores da AAA, por meio de eventos presenciais e webminars.

Além de Amorim, também estão na empreitada Allan Costa e Arthur Igreja, dois investidores anjo conhecidos no circuito de palestras mais orientadas para inovação (AAA é uma sigla formada pelos nomes Amorim, Allan e Arthur).

Dos três Amorim é o mais conhecido. A participação semanal no Manhattan Connection, catapultou a visibilidade do executivo do mercado financeiro, que em 2015 foi eleito pela Forbes uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil e escolhido pelo LinkedIn como o maior influenciador do Brasil. 

O CEO da Ricam Consultoria esteve apresentando o AAA durante o Crescimentum Leadership Summit 2017, realizado recentemente em São Paulo, onde conversou com a reportagem do Baguete.

“O que a gente quer é empoderar pessoas e empresas para poderem lidar com as transformações tecnológicas que estão acontecendo a favor delas, porque as transformações vão acontecer de qualquer jeito”, resume Amorim. 

A idéia surgiu de sua experiência própria. Ricardo Amorim nos contou que começou a atuar como investidor anjo há cinco anos e gastava 15 horas por semana buscando as informações de que necessitava. 

“A ideia é gastar, cinco, dez minutos e acompanhar o que é de mais importante e, principalmente, ser estimulado a ter insights de como coisas no universo de inovação de start-ups vão ter impacto na carreira e no negócio dos profissionais”, resume Amorim.

* Carlos Martins é graduado em Comércio Exterior e pela Unisinos e estuda Economia na UFRGS. Já trabalhou para governos estrangeiros como consultor e analista de mercado.