Thiago Zaninotti, CTO da N-Stalker. Foto: divulgação.

A N-Stalker, desenvolvedora paulista de soluções de testes de segurança web, é a mais nova integrante do Quadrante Mágico do Gartner, no nicho de testes em aplicações Web.

A informação foi publicada no relatório de julho do Gartner, que destacou aspectos da companhia, uma das poucas do ramo que oferece recursos de testing-as-a-service (TaaS).

Entre outras comendações da consultoria à N-Stalker foram os serviços de classe empresarial como Role Base Access Control, assim como relatórios e integração out-of-the-box com fornecedores de tecnologia Web Application firewall (WAF).

De acordo com o CTO da N-Stalker, Thiago Zaninotti, a criação do Quadrante Mágico para testes de aplicações Web mostra a importância desta tecnologia para a segurança corporativa.

“O volume de aplicativos web cresce exponencialmente e o desenvolvimento e rápida disponibilização para atender aos requisitos do mercado acabam deixando muitas vulnerabilidades exploráveis, o que compromete a segurança”, completa.

O foco da brasileira N-Stalker é a análise de segurança de aplicações web via Dymamic Application Security Testing (DAST) - ferramentas de testes por análise de tráfego HTTP entre o browser e o servidor, que testa a força das senhas, permite descobrir servidores web e testar sua capacidade.

Patenteada pelo United States Patent and Trademark Office, agência do Departamento de Comércio do Governo dos Estados Unidos (USPTO), a tecnologia da N-Stalker conta com clientes internacionais como NASA, Ersnt & Young, Bank Of America, IBM e eBay.

No Brasil, a companhia possui em sua carteira nomes como Petrobras, Banco Itaú e Forças Armadas.

Outra brasileira a integrar o quadrante, considerado guia de produtos e serviços recomendáveis no mercado internacional, é a porto-alegrense E-Trust. A companhia, especializada em segurança da informação, foi a única empresa da América Latina listada no segmento de Gestão de Acesso e Identidade de dezembro de 2012.

Foi a segunda edição consecutiva do relatório em que a companhia gaúcha figurou como única latino-americana no ranking da consultoria global.