Wagner Patrus, presidente da Máxima. Foto: Divulgação.

O Armazém Santa Maria, que distribui produtos como Elgin, Politriz e Baw Waw em diferentes localidades do Amapá e do Pará, adotou a solução MaxMove Entrega, da Máxima Sistemas, especializada no desenvolvimento de soluções móveis para força de vendas, trade marketing e logística.

O objetivo do projeto foi aprimorar o controle e monitoramento da frota e reduzir custos. 

Com a tecnologia, distribuidora afirma que percebeu uma melhora significativa no monitoramento das entregas feitas, pela agilidade na comunicação entre a central e o motorista.

“Conseguimos orientar o motorista e saber em tempo hábil quaisquer problemas ocorridos com a entrega e ter uma pronta resposta para o cliente”, diz o executivo Christiano Oliveira.

Pelo smartphone, a tecnologia oferece ao Armazém Santa Maria informações sobre o gerenciamento das entregas em tempo real, além de fornecer as rotas de entrega e entregas não realizadas, o que proporciona a empresa entrar em contato com o cliente para trabalhar com um sistema de pós venda proativo.

O gerente administrativo do Armazém Santa Maria, Christiano Oliveira, explica que a escolha pelo maxMove Entrega se deu pelo fato da solução ser uma ferramenta desenvolvida especificamente para atender a logística do mercado atacadista distribuidor, ao contrário do antigo sistema utilizado, que era generalista.

No cenário anterior, Oliveira relata que os relatórios eram feitos por planilhas com dados digitados manualmente.

“Antes, para ter as informações consolidadas da entrega, transcrevíamos as entregas realizadas em planilha da rota feita no dia anterior. Toda essa dinâmica devia ser confirmada pelo motorista no dia posterior ao trabalho, o que demorava praticamente um dia. Hoje temos relatórios de meia em meia hora”, explica.

A Máxima Sistemas é uma software house mineira que nasceu dentro do mercado atacado distribuidor. Com a aquisição da Tecnomix, em novembro de 2014, e da OnNet Systems, em março deste ano, a companhia ampliou sua atuação dentro da cadeia de abastecimento, passando a atender também o segmento de manufatura.

Hoje a companhia conta com 860 clientes ativos em todo o território nacional. A Máxima Sistemas fechou o ano passado com um faturamento de R$ 14,8 milhões, uma alta de 49% frente aos resultados de 2014. Os resultados de 2016 não foram divulgados.