CORONAVÍRUS

Santa Catarina volta atrás e prorroga quarentena

30/03/2020 09:22

Após anunciar retomada de atividades econômicas, governo decidiu manter as restrições ao convívio social.

Carlos Moisés, governador de Santa Catarina. Foto: Mauricio Vieira.

Tamanho da fonte: -A+A

O Governo Estadual de Santa Catarina prorrogou as restrições ao convívio social no estado por mais sete dias a partir de quarta-feira, 1º de abril.

Na última quinta-feira, 26, o estado havia anunciado a retomada gradual das atividades econômicas, mas voltou atrás. 

Com a decisão, o comércio deve permanecer fechado, exceto as atividades consideradas essenciais.

Segundo o governo, a mudança no discurso é para atender às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a prevenção ao contágio por coronavírus. 

"Vidas não têm preço. A economia e os empregos nós poderemos recuperar, mas as vidas não. O momento é de ficar em casa’, ressaltou Carlos Moisés, governador do estado de Santa Catarina. 

De acordo com o governo, a intenção seria dar mais tempo para que o SUS se prepare em termos de estrutura e profissionais de saúde.

“Vamos seguir as recomendações das autoridades de saúde, inclusive do ministro Luiz Henrique Mandetta, que ontem atestou que a melhor forma de manter o controle do coronavírus é o isolamento social", afirmou Moisés no último domingo, 29.

O estado de Santa Catarina tem 197 casos confirmados de Covid-19 e uma morte.

Outros três estados emitiram decretos autorizando o funcionamento do comércio, como é o caso do Mato Grosso, que liberou a circulação do transporte coletivo e manteve o isolamento apenas para grupos de risco.

Em Roraima, último estado brasileiro a ser atingido pelo coronavírus, o governo liberou que o comércio funcione com entregas e drive thru, além de anunciar aulas a distância na rede pública.

Já em Rondônia, uma lista com 24 tipos de estabelecimentos tiveram o funcionamento liberado na última semana, entre eles açougues, lotéricas, pet shops, indústrias e restaurantes às margens de rodovias.

Veja também

CORONAVÍRUS
Microsoft toma medidas para manter nuvem no ar

Consumo aumenta 8x, companhia impõe restrições para serviços seguirem rodando.

EQUIPE
SISPRO full home office: operação da empresa a pleno

Empresa protege funcionários do contágio pela Covid-19.

ECONOMIA
Santa Catarina anuncia retomada parcial das atividades

Atuação comercial está liberada, enquanto escolas, reuniões e transporte permanecem suspensos.

FÔLEGO
Governo anuncia linha de crédito de R$ 40 bilhões

Pequenas e médias empresas poderão financiar folha de pagamento por dois meses.

TECNOLOGIA
Google Assistente ajuda a lavar as mãos

Não consegue contar mentalmente até 40? Seus problemas acabaram!

NUVEM
Abstartups e AWS oferecem US$ 5 mil em créditos

Qualquer startup brasileira pode usufruir do valor a ser usado em serviços de cloud.

QUARENTENA
Rappi tem frete grátis para idosos

Startup vai oferecer assinatura de um mês no Rappi Prime, clube de benefícios do aplicativo.

ECONOMIA
Governo estuda cortar salário do funcionalismo

Servidores com pagamento superior a R$ 10 mil teriam redução 30% durante três meses.

CORONAVÍRUS
Fenainfo pede retomada das atividades

Federação dos sindicatos de TI contra lockdown indefinido. Agora, como colocar isso em prática?

TRABALHO
Fábrica da Samsung em Campinas pode parar

Com medo do coronavírus e sem licença, funcionários ameaçam entrar em greve.