Digicon fornece sistemas inteligentes para controle de tráfego em mais de 5 cidades brasileiras. Foto: flickr.com/photos/min_master

A cidade de Franca em São Paulo recebeu 12 semáforos sonoros para auxiliar deficientes visuais, em uma implantação feita pela gaúcha Digicon.

O projeto envolveu a instalação de botoeiras nos cruzamentos do bairro Vila Aparecida, onde fica situada a sede da Sociedade Francana de Instrução e Trabalho para Cegos.

O sistema já é usado em cidades como Porto Alegre, Gravataí, Jundiaí, entre outras. No total, foram investidos pela prefeitura R$ 43 mil na tecnologia.

“Essas botoeiras foram especialmente desenvolvidas para oferecer aos deficientes visuais uma forma segura, rápida e eficiente de travessia." comentou o gerente de produtos da Digicon, Hélgio Trindade.

Para ativar o semáforo, basta o usuário pressionar um botão. O deficiente visual ouve então dois bipes, que indicam o acionamento do dispositivo. Logo depois, um novo som mais alto é emitido e o cruzamento é fechado para que o pedestre atravesse tranquilamente.

Conforme resultados das aplicações em diversos países, o uso do sistema também traz sua contribuição ao meio ambiente ao provocar queda nas emissões de gases em 7% e no consumo de combustível de até 12%.

Com o sucesso desta iniciativa, o município estuda a instalação de mais semáforos sonoros de acordo com a demanda. A divisão de Mobilidade Urbana da Digicon fornece tecnologias e soluções para controle de tráfego, bilhetagem eletrônica, além dos sistemas para estacionamentos urbanos com parquímetros.

Este segmento representa 40% no faturamento total da empresa, que estimou um faturamento de R$ 60 milhões para 2013.