LÍQUIDO

Ambev usa solução fiscal da Sovos

29/09/2020 03:51

TaxRules facilita o pagamento de impostos na gigante de cervejas.

Governo consegue mudar as regras tributárias mais rápido do que a Ambev fabrica cerveja. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Ambev, uma das maiores empresas do país, adotou uma solução fiscal da Sovos para fazer cálculo automatizado e de atualização tributária dos seus impostos.

O software implantado foi o TaxRules, oriundo da Taxweb, uma companhia brasileira de soluções fiscais adquirida recentemente pela multinacional inglesa Sovos.

Contou pontos para a escolha na Ambev o fato do TaxRules ter integração nativa com os sistemas de gestão da SAP e operar como um motor de cálculo do S/4 Hana, a última versão do ERP da multinacional alemã.

O software faz  o monitoramento contínuo dos impostos de 27 diários oficiais e alimenta, automaticamente, as bases de cálculo da solução.

“Além do cruzamento de informações por parte do Fisco, atualmente 100% das obrigações são digitalizadas e novas exigências fiscais ocorrem a cada ano, demandando a adaptação de plataformas quando elas não atendem às determinações atuais”, afirma Uirá Gomes, Global Tax da Ambex.

Mesmo uma eventual reforma tributária deve adicionar complicação ao pagamento de impostos pelas empresas, pelo menos em um primeiro momento, aponta Paulo Zirnberger de Castro, country manager da Sovos

“As empresas atuarão com dois controles paralelos durante essa transição, a atual e a proposta, situação que deve durar aproximadamente três anos”, afirma Castro. “As empresas que não atualizarem sua gestão estarão sujeitas a erros e riscos de penalidades. O único caminho que pode mitigar esta situação é a digitalização e a automatização dos pagamentos tributários”, agrega o executivo.

A Ambev dispensa apresentações. A gigante brasileira é uma das maiores cervejarias do mundo, com um faturamento de R$ 52,5 bilhões em 2019, uma alta de 4,7% frente ao ano anterior.

A TaxWeb foi criada em 2009 como um spin off da Mastersaf, então uma das maiores empresas brasileiras de tecnologia para a área fiscal, adquirida pela Thomson Reuters em 2011.

A empresa atende oito dos 10 maiores varejistas do Brasil. Em seu site, tem 150 funcionários e mais de 300 clientes. A Sovos adquiriu a empresa em maio de um grupo de sócios formado por ex-Mastersaf.

A Sovos entrou no Brasil em 2017, ao adquirir a chilena Paperless, especializada em software de documentos eletrônicos.

A Paperless abriu sua operação por aqui em 2002, no mesmo ano em que foi criada no Chile, e trabalhava com toda a linha de softwares para atender as exigências fiscais do governo brasileiro, incluindo NFC-e, CF-e SAT, SAT, NF-e e outras.

A lista de clientes no país inclui nomes como Pizza Hut, C&A, Raia Drogasil e Walmart.

Em 2018, a Sovos cacifou sua operação no país com a contratação de Paulo Zirnberger de Castro, ex-VP de vendas para a área de serviços financeiros da SAP, para assumir o cargo de country manager.

A Sovos tem 7 mil clientes, incluindo a metade da lista Fortune 500.

Veja também

IMPOSTOS
Migrando para o S/4? Lembre-se do compliance tributário

É vital que a conformidade tributária seja vista como o eixo em torno do qual gira a roda da transformação digital.

FISCAL
Sovos compra Taxweb

Gigante britânica segue reforçando presença no mercado brasileiro por aquisições.

FISCAL
Inventti de olho no universo SAP

Empresa de Santa Catarina lançou produto com a Tenova, um canal da multinacional alemã com forte expertise fiscal.

FISCAL
Castro, ex-SAP, assume Sovos no país

A Sovos é uma multinacional americana que entrou no Brasil por meio da compra da chilena Paperless.

PROCESSOS
AAK faz BPO fiscal com Lumen IT

Filial brasileira da multinacional sueca terceiriza processos relacionados com impostos.

CARREIRA
Idésio, ex-SAP, está na Thomson Reuters

Executivo será VP para Corporate Growth na gigante de soluções fiscais.

GESTÃO
Bertolino, ex-Totvs, é diretor de vendas na Infor

Executivo tem passagens pela Totvs, Oracle e Astrein.

VAREJO
NFC-e chega a Santa Catarina

Koerich foi a primeira empresa a emitir a nota fiscal de consumidor eletrônica no estado.