O Sebrae promoveu um programa de imersão no Vale do Silício. Foto: zimmytws/Shutterstock.com

Duas das empresas participantes do Programa de Aceleração no Vale do Silício, promovido pelo Sebrae/RS e pela Outsource Brasil, vão instalar subsidiárias no polo de tecnologia dos Estados Unidos.

A Horacius e a Lexsis, ambas de Porto Alegre, tomara a decisão durante uma imersão de três meses no Vale do Silício, que fez parte do projeto do Sebrae.

Para Bruno Prisco Junior, CEO da Lexsis, a nova unidade nasceu a partir de um processo de internacionalização que começou há quatro anos, com a participação em projetos do Sebrae, e culminou com as atividades realizadas nos últimos três meses no Vale do Silício. 

“As oportunidades são muitas. Temos de ter discernimento para selecionar as melhores e as mais alinhadas com o objetivo do nosso projeto. Nossa meta é colocar nossos produtos no mercado norte-americano e europeu”, completa Prisco Junior.

Segundo a coordenadora estadual de TI e Startups do Sebrae/RS, Débora Chagas, a imersão serviu para os empresários vivenciarem a cultura e os negócios da região.

“Eles puderam observar como as coisas de fato acontecem no local, abriram uma nova rede de contatos, possibilidades de parcerias e até concretizar negócios com empresas do Vale”, comenta 

Outro destaque do programa é o aprendizado de um novo modelo de inovação, que pode ser adaptado e aplicado pelas empresas gaúchas. 

“Um dos principais destaques para a minha empresa foi a validação do meu produto no Vale do Silício. Fiz vários contatos e tive uma aceitação de 100%, indicando uma entrada no mercado do nosso produto no Brasil”, revela Fabio Santini, CEO da NetEye, de São Leopoldo.

O software da empresa permite acompanhar a rotina de um negócio em tempo real e dá uma visão clara do tempo que se gasta em cada projeto. 

“A reunião mais promissora que tive surgiu a partir de uma conversa despretensiosa em uma cafeteria. Uma pessoa ouviu e decidiu me apresentar para um investidor”, relata Santini.

As empresas que participaram do programa foram Apoio em Sistema, Defenda, Enttry Software, Horacius Securritty Systemas, Lexsis, Marina Tecnologia, NetEye e Proelo Software.