Israel Mendes e o Ballistic, criação da Aquiris. Foto: divulgação.

A Aquiris, estúdio de jogos digitais sediado em Porto Alegre, está chamando a atenção do mundo dos games com o seu primeiro projeto, Ballistic. Com um método diferenciado de programação, o jogo que roda dentro do Facebook quer levar gráficos e jogabilidade de videogames de última geração para as redes sociais.

O jogo de tiro em primeira pessoa (FPS, na sigla em inglês) teve seu início em 2010, mas foi em fevereiro de 2012 que veio a grande virada, com a migração do jogo para o Facebook, unindo as redes sociais com a interação constantes dos games de tiro multiplayer.

"Foi uma ideia que fez muito sentido", observa Israel Mendes, sócio-diretor da Aquiris.

Para isso, o estúdio adotou a linguagem Unity 3D, reescrevendo 90% da estrutura do game e chamando atenção dos estúdios internacionais na última Game Developers Conference, realizada em março em São Francisco.

Para fazer seus gráficos avançados, o jogo usa o Substance, software de compressão que elimina arquivos e cria texturas através de linhas de programação.

Com o método, é possível reproduzir gráficos de alta qualidade usando dez vezes menos memória que um jogo convencional.

"Conseguimos rodar um jogo de tiro com gráficos semelhantes a um Playstation 3 com um peso de arquivo de um Fazendinha Feliz. O que pesaria 200 MB num jogo normal, no Ballistic ocupa 20 MB", afirma.

Atualmente o Ballistic está em fase fechada de testes (closed beta), para ajustes finais antes de seu lançamento ao público.

No entanto, o vídeo de demonstração dos gráficos já agitou os gamers mais afoitos, afirma Israel.

No site do game, os jogadores interessados já podem se inscrever para o open beta, que deve ir ao ar no primeiro semestre de 2013. Segundo Israel, cerca de 10 mil pessoas já aguardam pela oportunidade de jogar.

O Ballistic será gratuito aos usuários do Facebook, e a empresa espera faturar com o game através de microtransações dentro do jogo, onde o usuário pode comprar upgrades, armas e outros itens para o seu personagem.

PRESENÇA INTERNACIONAL

Recentemente, o estúdio fechou um contrato internacional de distribuição internacional do game com a Rumble Games, startup sediada em Redwood, no Vale do Silício.

Segundo o sócio-diretor da Aquiris, Israel Mendes, garantir a distribuição no exterior é fundamental para o sucesso da empreitada.

"O Brasil possui uma grande base de jogadores de FPS, mas o mercado norte-americano ainda é o mais rentável para o entretenimento eletrônico", reconhece.

Para dar certo no mercado internacional, a parceria com a Rumble traz um apoio de peso.

"A empresa conta com profissionais com história em estúdios como Bioware, LucasArts e Eletronic Arts, o que nos dá muita confiança", destaca.

AQUIRIS
O estúdio, criado em 2006, conta atualmente com 31 profissionais e cria advergames (games publicitários) para marcas como Globo e Cartoon Network.

No entanto, de acordo com Israel, o plano da Aquiris é de se firmar como um estúdio de criação de games originais, e o Ballistic é um passo nesta direção.

Ainda assim, o executivo destaca que a empresa não pretende abandonar sua divisão de advergames, mas o objetivo como força criativa de games é bem mais ambicioso.

"Queremos uma resignificação dos games sociais. Com o Ballistic pretendemos oferecer uma experiência de alta qualidade gráfica e jogabilidade dinâmica dentro de uma plataforma social", finaliza.