GP adquire cerca de duas mil torres de telefonia por R$ 503 milhões.

O grupo de private equity GP Investments anunciou nesta quinta-feira, 27, que investirá R$ 503 milhões na compra de torres de telecomunicações no Brasil.

Segundo matéria da Infomoney, serão compradas cerca de duas mil torres da Telefônica Brasil (Vivo).

A aquisição marca a criação de uma nova empresa de gerenciamento de torres no país em meio à necessidade de mais capacidade e compartilhamento de rede.

O valor será investido pelo fundo de private equity GP Capital Partners, gerido pela GP Investments V, uma subsidiária integral da GP Investments, com um comprometimento total do fundo entre US$ 90 milhões e US$ 164 milhões.

O investimento contemplará a aquisição de cerca de duas mil torres de uma operadora brasileira não identificada para gerenciamento pela nova empresa, a BR Towers.

Em documento enviado à imprensa, a empresa atesta que , com este investimento, a BR Towers "se estabelecerá como empresa líder em operação de torres no Brasil", com abrangência nacional, contratos de locação de longo prazo e uma forte base de clientes.

"Considerando as metas de cobertura 3G e 4G para os próximos 5-10 anos, o mercado de torres irá, inevitavelmente, enfrentar uma considerável expansão através do aumento de locatários por torre (adição de antenas nas torres atuais) e divisão de células com construção de novos sites", diz a empresa na nota.

GP INVESTMENTS

Com atuação desde 1993 na América Latina, o grupo GP teve em 2011 uma receita divulgada de US$ 1,2 bilhão.

Desde sua constituição, foram captados aproximadamente US$ 4 bilhões de investidores internacionais por meio de cinco fundos de private equity e um fundo com foco em tecnologia, além de fundos de co-investimentos, conforme divulga a empresa em seu site.

Atualmente a GP conta com participação em empresas como Sascar, BR Properties, Allis e Estácio. Entre os investimentos realizados da GP, estão empresas como All Logística, Submarino e Mandic.