Tim Cook, CEO da Apple, pensando em como resolver o problema dos mapas. Foto: flickr.com/photos/jeffpro.

Tamanho da fonte: -A+A

Em um ato improvável para uma empresa que sempre se caracterizou por produtos de alta qualidade, o CEO da Apple Tim Cook divulgou nesta sexta, 28, uma carta aos consumidores, admitindo as falhas no sistema nativo de mapas da empresa, lançado com a iOS 6.

"Nós trabalhos para desenvolver produtos que forneçam a melhor experiência aos nosso usuários. Com o lançamento dos nossos novos mapas na semana passada, nós falhamos com esse compromisso", afirmou o executivo.

Conforme destaca Cook, cerca de 100 milhões de usuários já possuem o sistema de mapas, entre aqueles que compraram o iPhone 5 com a nova iOS, e o público que baixou o novo sistema operacional desde a última quarta, 19.

No entanto, os mapas da Apple apresentaram erros em endereços e cálculos de rotas, entre outras falhas. O problema virou o comentário da vez entre os admiradores e detratores da empresa californiana, o que acabou provocando o pronunciamento de seu CEO.

No comunicado, o executivo afirma que a empresa está trabalhando para aprimorar o aplicativo, mas os usuários podem por enquanto adquirir apps como Bing, MapQuest, ou até mesmo os sistemas de mapas das concorrentes Nokia e Google.

No início da semana, a coluna Bits, do The New York Times, noticiou que o Google está trabalhando em um novo app de seu maps para o iOS 6, mas que o novo aplicativo só deve chegar no final do ano.

Mesmo com o mea culpa, Tim Cook não deu previsão de quando ou como o seu sistema aprimorado de mapas será lançado.

"Tudo o que fazemos na Apple é voltado à fazer de nossos produtos os melhores no mundo. Sabemos que vocês esperam isso de nós, e continuaremos a trabalhar sem parar para que o Maps esteja neste alto nível", finalizou.