IDC

Venda de wearables sobe 223,2% no 2T15

28/08/2015 10:58

A liderança do mercado de dispositivos vestíveis segue com a Fitbit, seguida pela Apple.

A liderança do mercado de dispositivos vestíveis segue com a Fitbit. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

As vendas mundiais de dispositivos vestíveis mais do que triplicaram no segundo trimeste de 2015, segundo a IDC. No período foram vendidas 18,1 milhões de unidades, o que representa um crescimento de 223,2% em comparação com o mesmo período de 2014.

A liderança do mercado de dispositivos vestíveis segue com a Fitbit, que ficou com uma fatia de 24,3% do segmento. A Apple ficou na segunda posição, com 19,9%. 

O top 5 do ranking segue com Xiaomi (17,1%), Garmin (3,9%) e Samsung (3,3%).

Lançado em junho, com pré-venda iniciada em abril, o Apple Watch vendeu 3,6 milhões de unidades no segundo trimestre de 2015, pouco atrás da Fitbit, com 4,4 milhões de equipamentos comercializados.

Para a IDC, a tendência é que a Apple assuma a liderança do mercado, pois a demanda por wearables básicos, como os vendidos pela FitBit, tende a cair nos próximos anos.

A consultoria afirma que os fornecedores de wearables básicos terão de descobrir como fazer com que seus dispositivos possam competir com os dispositivos inteligentes mais sofisticados, sem aumentar os preços.

O levantamento é baseado em estimativas, uma vez que a Apple ainda não divulgou oficialmente o volume de vendas do relógio inteligente, alegando que a informação daria uma vantagem aos concorrentes. 

Durante a teleconferência com analistas para discutir os resultados do terceiro trimestre da Apple, o CEO, Tim Cook, disse apenas que as vendas superaram as expectativas, e que a demanda excedeu a oferta.

Veja também

CI&T
Alelo lança app para smartwatch

Empresa contratou a CI&T para lançar o aplicativo Meu Alelo para Moto 360 e Apple Watch.

IMPOSSÍVEL DELETAR
Apple empurra app do Watch no iPhone

O app oferece vídeos promocionais da primeira geração de smartwatches da Apple.

TENDÊNCIA
IoT pode gerar US$ 19 trilhões em dez anos

Desse total, US$ 870 bilhões virão da América Latina.

SAÚDE
Under Armour lança rede para fitness

Seu painel conecta usuários de wearables focados em exercícios e saúde.