INOVAÇÃO

Farroupilha terá unidade do Zenit

28/05/2019 09:19

Parque tecnológico da UFRGS ficará em um terreno doado pela cidade na Serra.

UFRGS se aproxima da Serra Gaúcha. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A prefeitura de Farroupilha, um município de 70 mil habitantes na Serra Gaúcha, doou para a UFRGS um terreno onde deve ser instalado no futuro uma unidade do parque tecnológico Zenit. 

De acordo com o jornal O Pioneiro, a unidade terá três edificações, onde serão centralizadas e coordenadas ações de fomento à educação empreendedora e criação de novos negócios inovadores.

Uma unidade da universidade federal sediada em Porto Alegre é um sonho antigo dos municípios da Serra Gaúcha, um polo industrial do Rio Grande do Sul, e é apoiado por diferentes cidades da região através da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne).

O início do atendimento na região ainda não tem data definida. O desenvolvimento do projeto está dividido em duas fases, sendo a primeira de definição do portfólio de serviços a serem ofertados e a segunda, referente à implantação da infraestrutura física, deve ser finalizada dentro de 30 meses.

Está desculpado quem for um pouco cético sobre a possibilidade de cumprir o prazo, em um momento em que o contingenciamento de gastos do governo federal na área de educação impacta diretamente a UFRGS.

No caso da UFRGS, o corte de R$ 55,83 milhões no valor de custeio pode tornar a universidade inviável até o final do ano impossibilitando o pagamento de água e luz, entre outros serviços, segundo explicou o reitor da instituição, Rui Vicente Oppermann, em entrevista à Zero Hora.

Seja como for, os cortes podem ser revertidos, como todo tipo de medidas até agora no governo Jair Bolsonaro, e a doação do terreno é uma base sólida a partir da qual a UFRGS pode avançar na Serra Gaúcha uma vez que a questão do futuro a curto prazo estiver resolvida.

Então pode ter início uma curiosa competição entre Porto Alegre e Farroupilha, para ver onde o Zenit consegue terminar um parque tecnológico antes.

A UFRGS foi o berço de uma série de empresas importantes do setor de eletroeletrônica gaúcho, como Altus, Digitel e CP, além de manter convênios com multinacionais como Microsoft, HP e Dell.

O Zenit tem programas de capacitação, incubação, aceleração, conexão e internacionalização, 37 startups em seu portfólio e três incubadoras.

No entanto, as iniciativas estão distribuídas em diversos locais de Porto Alegre e o parque tecnológico, fundado em 2011, tem menos visibilidade que as iniciativas de universidades privadas como Unisinos e PUC-RS, cujos parques foram fundados no começo dos anos 2000 e hoje são referências nacionais e contam com vistosos conjuntos de prédios.

O Zenit tem uma local do tipo para fazer a construção do parque tecnológico da universidade, em uma área de 15 hectares dentro do chamado campus do Vale da UFRGS, que abriga diversos cursos em um ponto distante da cidade, quase na vizinha Viamão.

Inicialmente, a iniciativa sofreu empecilhos colocados por uma parcela dos estudantes da federal, ciosos de uma infiltração da iniciativa privada no mundo universitário. 

Depois, o início das obras tem sido sucessivamente atrasado por um labirinto burocrático de licenciamentos, uma vez que a área do parque inclui vegetação e é atravessada por um córrego. Há tempos, aliás, não há novidades sobre o assunto.

A Serra Gaúcha é conhecida por seu dinamismo e capacidade de mobilização. Não seria surpreendente se o Zenit fosse concluído antes em Farroupilha do que em Porto Alegre.

Veja também

GOVERNO
Lamb, da UFRGS, é secretário de C&T do RS

Novo secretário fez carreira na UFRGS e é um nome conhecido na comunidade acadêmica.

INOVAÇÃO
RS terá sua versão do Pacto Alegre

Secretaria de Ciência e Tecnologia quer ampliar a experiência em andamento em Porto Alegre.

TCHAU
Uhuu de saída de Porto Alegre?

Empresa do grupo 4all quer outro enquadramento tributário ou vai fazer as malas. 

EQUIPE
Supermercados Carol gere RH com Metadados

O sistema está em utilização desde janeiro deste ano.

TRANSIÇÃO
Daniel Randon será o novo CEO da Randon

Randon parece ter acertado o processo de transição familiar. Nem sempre é assim.

PITCH INVERSO
Caxias tem evento com fundos e aceleradoras

As regras mudaram: investidores vão cortejar as startups da Serra Gaúcha.

MÓVEIS
Tiago Buffon, da Promob, é VP na 2020

Movimentação solidifica a fusão entre empresa de Caxias e americana.

PROJETO
Caxias aposta em IoT

Empresas bancam instalação de três antenas na cidade para oferecer conectividade de longo alcance para projetos de Internet das Coisas.

MUDANÇA
Focco: novo gás na gestão

 Empresa de ERP de Caxias cria o cargo de CEO e cria três diretorias.

VIRTUALIZAÇÃO
Darcy Pacheco: escritório itinerante com Gruppen

A iniciativa conta com a plataforma de virtualização VMware Horizon.

#PACTOALEGRE
Pacto Alegre mostra a que veio

Movimento identifica seis desafios e cria grupos de trabalho para buscar soluções.

ECONOMIA
UFRGS reduz horário de funcionamento

A atuação das unidades da instituição será de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 13h30.