Testar software é complicado. Foto: flickr.com/photos/alisdair

A Indra é a primeira empresa a obter a certificação de qualidade em teste de software TMMi no Brasil. 

O nível 3 do modelo na operação brasileira foi atingindo simultamentente com as da Colômbia, Filipinas e Panamá, onde a multinacional espanhola também foi pioneira, e na Espanha, onde ficou entre as três brasileiras.

Em concreto, foram certificados as fábricas de software de Campinas, Goiânia e Salvador, no Brasil; Badajoz e Salamanca, na Espanha; Bogotá e Pereira, na Colômbia; Cidade do Panamá, no Panamá; e Manila, nas Filipinas.

Criada pelo Illinois Institute of Technology, o modelo TMMi é inspirado no modelo de qualidade de desenvolvimento CMMI, da universidade de Carnegie Mellon. Os dois funcionam em níveis medidos de 2 a 5. [A Indra é CMMI 5 na sua operação da Espanha].

O projeto da Indra, feito pela consultoria espanhola MTP, foi o primeiro no qual foi utilizado o método de avaliação de processos ‘TAM method’, criado pela TMMi Foundation.

Estes objetivos foram alcançados em menos de um ano, pelo fato da rede de software labs da Indra ser operada como um único centro virtual, compartilhando a mesma cultura organizacional, gestão de recursos humanos, metodologias de desenvolvimento, processos e ferramentas.

Presente no Brasil desde 1996, a Indra é uma das principais companhias de consultoria do país, com cerca de 7,5 mil colaboradores. Em todo o mundo, a companhia conta com aproximadamente 42 mil profissionais e registrou em 2013 um faturamento de € 3 bilhões.