Aulas de gestão em 60 segundos recebem aporte. Foto: divulgação.

A startup paulista MBA60, que desenvolveu uma plataforma de microvídeos educativos sobre gestão, acabou de receber um aporte de R$ 1,2 milhão do Inova Ventures Participações, fundo criado por ex-alunos da Unicamp e integrantes do Harvard Angels, grupo investidor sediado em Harvard e que iniciou suas operações no Brasil.

O MBA60, como o próprio nome sugere, tem a premissa de dar pequenas aulas - no formato de video drops - de administração, com especialistas em gestão e finanças, com duração máxima de um minuto.

A lista de colaboradores tem nomes como o do economista e consultor financeiro Gustavo Cerbasi, entre outros. Os roteiros dos vídeos são escritos pela equipe de produção da MBA60 e a gravação e edição são feitas pela Papaya Filmes.

No ar desde 2011, a empresa já conta com 860 vídeos publicados e outros mil estão em preparação para ir no ar.

Com o investimento, o plano da empresa é dobrar a produção de vídeos, chegando 120 novas postagens por mês, e oferecendo novos produtos nesta linha.

Atualmente, o faturamento do MBA60 vem da produção de vídeos encomendados por outras empresas, como a série de 50 vídeos sobre comércio internacional realizada recentemente para o banco HSBC.

Segundo Mauro Peres, CEO da startup, o plano inicial era produzir estes conteúdos para clientes acadêmicos, como escolas de administração e universidades. No entanto, o marketing de conteúdo, em parcerias com agências de publicidade, acabou se tornando o caminho mais renável. Hoje, a MBA60 atende a cerca de 40 clientes.

Para o Harvard Angels, o investimento do MBA60 tem a ver com potencial acentuado do segmento de e-learning, e a proposta de vídeos curtos é um diferencial que pode cair no gosto do público.

"Faz mais sentido para uma empresa investir nesse tipo de conteúdo mais curto, que tem mais chance de ser aproveitado por quem assiste, do que gastar com outras abordagens que podem não ter tanto aproveitamento", afirmou Magnus Arantes, presidente do Harvard Angels.

Conforme Juliano Graff, conselheiro da IVP, além do aporte financeiro, a IVP designa um mentor para participar ativamente do dia-a-dia do projeto, contribuindo para a definição de estratégias que alavanquem o negócio.

“É o que chamamos de smartmoney, que inclui conhecimento, dinheiro e networking”, ressalta.

Criado em 2007, o Harvard Angels tem atividades em nove países, e com participação autônoma dos investidores integrantes, que podem optar se querem investir ou não. No caso da MBA60, entraram 30 dos 84 integrantes do grupo.