EDP é uma das grandes do setor elétrico.

A EDP, uma das maiores empresas do setor elétrico brasileiro, criou um fundo de investimento de capital de risco com capital de R$ 30 milhões para investir em startups focadas em soluções para o mercado energético.

O alvo serão seis verticais: soluções com foco no cliente, inovação digital, energias renováveis, armazenamento de energia, redes inteligentes e áreas de apoio ao negócio.

Além de investimento direto, a companhia oferece também apoio financeiro para a realização de projeto-piloto, acesso às áreas de negócio e ativos do Grupo EDP e seus parceiros em 15 países.

O foco estratégico e financeiro da EDP Ventures Brasil será direcionado para startups em fase inicial de desenvolvimento, o que se conhece no jargão como capital semente, ou o primeiro investimento de porte numa fase de escala, conhecido como series A.

Até agora, a EDP realizada investimentos desse tipo por meio de um fundo existente em Portugal criado em 2008, que já colocou 26 milhões de euros em 18 projetos.

A EDP vem ampliando sua presença no ecossistema brasileiro de inovação. No ano passado, lançou por aqui o EDP Starter, para trabalhar com startups em estágio inicial que tenham ideias capazes de serem adaptadas para o setor elétrico. 

Em Portugal, onde foi implementada primeiro, a EDP Starter já avaliou mais de 550 projetos e apoia em torno de 30 startups em diferentes áreas. No total, o grupo investiu € 21 milhões nos projetos.

“Agora consolidamos nossa posição de pioneirismo em inovação no setor elétrico, além de contribuir para o desenvolvimento do ecossistema empreendedor nacional”, reforça Carlos Andrade, vice-presidente de novos negócios da EDP.

A EDP Brasil é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico. 

Ela opera em toda a cadeia de valor, com ativos de geração, transmissão, comercialização e distribuição em 11 estados - São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Amapá, Pará, Maranhão, Ceará, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.